Honda lidera ranking de vendas em fevereiro

CG 160 teve mais de 18 mil unidades emplacadas no mês passado

Resumindo a Notícia

  • segunda mais comercializada foi a Biz com 9.383 unidades negociadas
  • NXR 160 com 8.178 unidades licenciadas ficou na terceira posição
  • Com 7.406 unidades adquiridas, a Pop 110i ficou na quarta colocação
  • PCX 150 teve 2.722 unidades comercializadas e ficou na quinta posição
Honda CG 160 teve 18.967 unidades vendidas

Honda CG 160 teve 18.967 unidades vendidas

Honda/Divulgação

A Honda mantém a soberania no mercado de vendas de motos no Brasil, uma vez que teve seis motocicletas entre as dez mais vendidas por aqui. O modelo mais comprado foi a CG 160 com 18.967 unidades emplacadas. A segunda mais comercializada foi a Biz com 9.383 unidades negociadas. Fecha o pódio, a NXR 160 com 8.178 unidades licenciadas. Os dados são da Fenabrave. Veja o ranking.

HONDA CG 2022: mudanças principais da moto mais vendida do país. Veja o vídeo!

Até a quinta posição todas as motos são da Honda. Portanto, com 7.406 unidades adquiridas, a Pop 110i ficou na quarta colocação. A PCX 150 vem logo atrás com 2.722 unidades comercializadas. A sexta mais vendida foi a Yamaha NMAX com 2.284 unidades emplacadas. A Honda CB 250F Twister, que teve 2.212 unidades negociadas, ficou na sétima colocação.

REVISÃO COMPLETA PCX 24.000 rodados: DETALHES, PROBLEMAS, PREÇO - Bayers Garage. Veja o vídeo!

Fecham o ranking três modelos da Yamaha. Em oitavo lugar a Fazer 250 com 2.112 unidades compradas. Com 1.980 unidades vendidas, a XTZ 150 ficou em nono lugar. Por fim, a YBR 150 teve 1.958 e ficou na décima posição.

Top 10 motos mais vendidas
1 – Honda CG 160 – 18.967
2 – Honda Biz – 9.383
3 – Honda NXR 160 – 8.178
4 – Honda Pop 110i – 7.406
5 – Honda PCX 150 – 2.722
6 – Yamaha NMAX – 2.284
7 – Honda CB 250F Twister – 2.212
8 – Yamaha Fazer 250 – 2.112
9 – Yamaha XTZ 150 – 1.980
10 – Yamaha YBR 150 – 1.958

*Em colaboração Felipe Salomão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas