Autos Carros Hyundai HB20 retoma liderança entre os hatches no país

Hyundai HB20 retoma liderança entre os hatches no país

Segundo mais comprado foi Fiat Mobi com mais de 6 mil unidades vendidas

Resumindo a Notícia

  • Renault Kwid foi o quarto mais adquirido com 3.585 unidades comercializadas
  • Com 3.078 unidades negociadas, o Fiat Argo ficou na quinta colocação
  • Peugeot 208 foi o sexto mais vendido com 2.307 unidades licenciadas
  • Toyota Yaris, que teve 2.085 unidades emplacadas, foi sétimo mais comercializado
Hyundai HB20 teve mais de 6 mil unidades vendidas

Hyundai HB20 teve mais de 6 mil unidades vendidas

Internet/Reprodução

De acordo com números divulgados pela Fenabrave, o Hyundai HB20 foi o hatchback mais vendido em março com 6.908 unidades emplacadas. Logo atrás ficou o Fiat Mobi com 6.581 unidades compradas. O terceiro lugar ficou com o Chevrolet Onix com 5.421 unidades negociadas. Veja o ranking.

FIAT MOBI TREKKING 2022: o que mudou? VALE R$ 57 mil? Veja preço, consumo, manutenção e mais. Veja o vídeo!

O Renault Kwid, que ganhou recentemente uma versão elétrica, foi o quarto mais adquirido com 3.585 unidades comercializadas. Com 3.078 unidades negociadas, o Fiat Argo ficou na quinta colocação. O Peugeot 208 foi o sexto mais vendido com 2.307 unidades licenciadas. Próximo dele ficou o Toyota Yaris com 2.085 unidades emplacadas.

Chevrolet Onix teve mais de 5 mil unidades compradas

Chevrolet Onix teve mais de 5 mil unidades compradas

Chevrolet/Reprodução

O oitavo lugar ficou com o Honda City com 1.933 unidades compradas. O veterano Volkswagen Gol ficou na nona colocação com 1.193 unidades adquiridas. Fecha o ranking o Renault Sandero com 607 unidades negociadas.

Top 10 hatchback mais vendidos em março
1 – Hyundai HB20 – 6.908
2 – Fiat Mobi – 6.581
3 – Chevrolet Onix – 5.421
4 – Renault Kwid – 3.585
5 – Fiat Argo – 3.078
6 – Peugeot 208 – 2.307
7 – Toyota Yaris – 2.085
8 – Honda City – 1.933
9 – Volkswagen Gol – 1.193
10 – Renault Sandero – 607 

*Em colaboração Felipe Salomão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas