Autos Carros Reino Unido promete banir carros a combustão dentro de 10 anos 

Reino Unido promete banir carros a combustão dentro de 10 anos 

Carros híbridos poderão rodar até 2035, diz proposta 

Reino Unido proibe a venda de carros novos movidos a gasolina e a diesel a partir de 2030

Reino Unido proibe a venda de carros novos movidos a gasolina e a diesel a partir de 2030

Divulgação

Com o intuito de diminuir os gases nocivos para o meio ambiente, o Reino Unido decidiu tomar uma medida drástica e proibir a venda de carros novos movidos a gasolina e a diesel a partir de 2030. Já os modelos híbridos poderão ser comercializados até 2035.

Apesar da proposta arrojada que supera até mesmo outras propostas de países europeus, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson informou que não pretende banir a circulação de carros somente a combustão, já que essa medida ajudará na renovação a médio e longo prazo da frota em circulação na Inglaterra. A renovação, segundo Johson, será natural uma vez proibida a venda de modelos a combustão interna.

A circulação total de veículos a combustão deve entrar em vigor em 2050

A circulação total de veículos a combustão deve entrar em vigor em 2050

Divulgação

Porém, a circulação total de veículos a combustão deve entrar em vigor em 2050, ano em que os moradores da ilha não poderão mais comprar combustível fóssil. Além disso, as usinas termelétricas serão fechadas no país.

Um desafio é substituir as usinas termelétricas a carvão no país. Inicialmente essa fonte de energia de alto impacto negativo seria banida até 2025 mas ainda restam 8 usinas desse tipo. O governo ofereceu £ 1,2 bilhão em incentivos, cerca de US$ 1,6 ou R$ 8,6 bilhão mas a meta de instalar usinas eólicas não foi cumprida e quase 37% da energia consumida no Reino Unido vem de fonte não renovável.

Para fechar as usinas, o governo da Grã-Bretanha investirá mais de £ 12 bilhões, ou US$ 16 bilhões, cerca de R$ 86 bilhões.

Para fechar as usinas, o governo da Grã-Bretanha investirá mais de £ 12 bilhões, ou US$ 16 bilhões, cerca de R$ 86 bilhões.

Divulgação

Para fechar as usinas, o governo da Grã-Bretanha investirá mais de £ 12 bilhões, ou US$ 16 bilhões, cerca de R$ 86 bilhões. Parte do capital será para modernizar o sistema elétrico do país e, também, para desenvolver veículos elétricos, baterias, bem como, melhorar infraestrutura de carregamento.

*Com a colaboração de Felipe Salomão

Últimas