Renault eleva preços de toda a linha em até R$ 3,6 mil: veja tabela 

Reajustes chegam a todos os modelos produzidos no país como reflexo da alta do dólar, efeito já sentido por todas as montadoras

Renault Divulgação

Seguindo os aumentos anunciados recentemente pelas marcas Toyota, Honda e Chevrolet a Renault fez um reajuste em quase toda a linha 2020. O dólar é apontado como maior responsável pelas alterações de preço após uma alta acumulada de 30% nos últimos quatro meses como reflexo da pandemia do novo Coronavírus. 

Kwid até R$ 300 mais caro

Kwid tem preço a partir de R$ 35 na versão básica enquanto a completa (acima) sai por R$ 47,6 mil

Kwid tem preço a partir de R$ 35 na versão básica enquanto a completa (acima) sai por R$ 47,6 mil

Renault Divulgação

O subcompacto Kwid ficou ligeiramente mais caro nas versões equipadas Zen (R$ 42,7 mil), Intense (R$ 45,6 mil) e Outsider (R$ 47,6 mil) enquanto a Life básica teve o valor mantido em R$ 34,9 mil. Ainda ssim, o Kwid continua sendo o carro mais barato à venda no país.

Sandero até R$ 600 de reajuste

Sandero 2020 tem preço a partir de R$ 52,6 mil na versão Life com motor 1.0 SCe

Sandero 2020 tem preço a partir de R$ 52,6 mil na versão Life com motor 1.0 SCe

Marcos Camargo Jr

O compacto Sandero sofreu reajustes em toda a linha e agora já parte de R$ 52,6 mil na versão Life 1.0 chegando à Zen por R$ 55,3 mil e a recém anunciada GT Line sai por R$ 57,6 mil. Com motor 1.6 o Sandero sai por R$ 62,5 mil na versão manual Zen chegando a R$ 71,1 mil no modelo com câmbio automático CVT. A versão topo de linha Intense chega a R$ 73,1 mil. O esportivo Sandero RS equipado com motor 2.0 chega a R$ 75,4 mil.

Stepway com motor 1.6 chega a R$ 80 mil na versão Iconic com câmbio CVT X-tronic

Stepway com motor 1.6 chega a R$ 80 mil na versão Iconic com câmbio CVT X-tronic

Marcos Camargo Jr

O Stepway Zen agora custa R$ 67,7 mil na versão manual e R$ 78,6 mil na automática CVT. A versão Iconic mais equipada já chega a R$ 80 mil, mais caro que as versões de entrada do Duster.

Marcos Camargo Jr

O Logan ficou R$ 500 mais caro e agora parte de R$ 56,1 na versão manual com motor 1.0, fica entre R$ 65,8 mil e R$ 73,3 nas versões Zen com opção de câmbio CVT e o mais equipado Iconic chega a R$ 79,6 mil.

Duster segue combativo e mais caro

Duster já supera R$ 90 mil na versão topo de linha (acima), Iconic CVT

Duster já supera R$ 90 mil na versão topo de linha (acima), Iconic CVT

Marcos Camargo Jr

O SUV Duster teve praticamente os preços mantidos e agora parte de R$ 74,6 mil na versão com câmbio manual e R$ 80 mil na automática Zen. A versão Intense ficou R$ 3.600 mais cara precificada R$ 90,2 mil e a mais equipada Intense chega R$ 94,2 mil. Vale lembrar que o modelo topo de linha estreou em fevereiro por R$ 87 mil.

A Duster Oroch ficou R$ 1.500 mais cara. Ela fica entre R$ 82,1 mil (Dynamique 1.6 MT) e R$ 88 mil (Dynamique 2.0 AT).

Captur já supera R$ 100 mil

Captur Bose chega a R$ 100 mil na versão Bose 2.0 e parte de R$ 98,6 mil com reajustes

Captur Bose chega a R$ 100 mil na versão Bose 2.0 e parte de R$ 98,6 mil com reajustes

Marcos Camargo Jr

Recém avaliado pelo R7-Autos Carros o Captur sofreu reajustes em toda a linha e agora fica com preços entre R$ 98,6 mil (Intense CVT) e R$ 101,6 mil (Bose AT com motor 2.0).

Gosta da linha Renault? Veja o vídeo de avaliação do Autos TV com o Captur Bose 2020.