Autos Carros Tracker e Nivus: os principais SUVs que estrearam em 2020

Tracker e Nivus: os principais SUVs que estrearam em 2020

Em um mercado em ascensão modelos como VW Nivus e Chevrolet Tracker brilham no quesito conectividade e aceleraram nas vendas

O segmento teve em 2020 importantes lançamentos e mudanças de meia vida em modelos já conhecidos

O segmento teve em 2020 importantes lançamentos e mudanças de meia vida em modelos já conhecidos

Guilherme Magna

O mercado de SUVs segue em alta mesmo em um ano em que o assunto principal foi a Covid-19. O segmento teve em 2020 importantes lançamentos e mudanças de meia vida em modelos já conhecidos. O R7 Autos Carros listou as principais novidades do ano ondte os modelos compactos brilharam. Se no início de 2020 tudo parecia bem para o Jeep Renegade, então líder isolado, a chegada do Chevrolet Tracker mudou esse parâmetro, o Volkswagen T-Cross também ameaçou o líder e no fim das contas GM e Volkswagen saíram vencedoras no segmento dos compactos. 

1- Chevrolet Tracker

SUV garante até o momento a terceira posição entre os modelos mais vendidos do segmento

SUV garante até o momento a terceira posição entre os modelos mais vendidos do segmento

Guilherme Magna

Atualmente na segunda geração, que foi apresentada em março deste ano o SUV manteve um bom número de vendas e garantiu a terceira posição do segmento, ao menos até o momento. Mas esta é uma vitória para um modelo que saiu de uma posição discreta e se destacou no segmento mais disputado do país.

De abril (primeiro mês cheio do SUV) a novembro o Tracker emplacou 38.458 unidades e ficou atrás do Volkswagen T-Cross (líder do segmento) e Jeep Renegade.

O novo visual e a conectividade a bordo são as principais novidades da nova geração do Tracker.

O novo visual e a conectividade a bordo são as principais novidades da nova geração do Tracker.

Guilherme Magna

O novo visual e a conectividade a bordo são as principais novidades da nova geração do Tracker. O SUV ainda é equipado com dois motores: 1.0 turbo de 116cv e 1.2 turbo de 133cv. Nas versões mais baratas o Tracker é equipado com câmbio manual de seis velocidades e a partir das versões intermediárias o câmbio é automático de seis velocidades. Na linha 2021, a GM também passou a oferecer o modelo nas versões LTZ e Premier com motor 1.0 turbo. Vamos ver se essa mudança trará mais polivalência para o crossover da GM.

2 - Volkswagen Nivus

O Volkswagen Nivus foi outro destaque do segmento dos SUVs compactos

O Volkswagen Nivus foi outro destaque do segmento dos SUVs compactos

Marcos Camargo Jr

O Volkswagen Nivus foi outro destaque do segmento dos SUVs compactos. Com linhas mais retas na carroceria, a VW conseguiu apresentar um carro com visual sóbrio e imponente, espaçoso mas ao mesmo tempo compacto, o modelo vem emplacando cerca de 3.000 unidades mensais o que é bom para um estreante sobretudo para o crossover que faz dupla com o T-Cross rendendo a Volkswagen posição de destaque.

A nova central multimídia VW Play de dez polegadas apresentada no Nivus, é mais intuitiva e com aplicativos como Waze e Estapar já instalados o motorista pode se localizar e saber onde estacionar diretamente na multimídia.

A nova central multimídia VW Play de dez polegadas apresentada no Nivus, é mais intuitiva e com aplicativos como Waze e Estapar já instalados

A nova central multimídia VW Play de dez polegadas apresentada no Nivus, é mais intuitiva e com aplicativos como Waze e Estapar já instalados

Marcos Camargo Jr

O SUV chega em duas versões e mesma motorização: 1.0 turbo de 128cv e câmbio automático de seis velocidades.

O SUV chega em duas versões e mesma motorização: 1.0 turbo de 128cv e câmbio automático de seis velocidades.

O SUV chega em duas versões e mesma motorização: 1.0 turbo de 128cv e câmbio automático de seis velocidades.

Marcos Camargo Jr

Lançado em julho, a Volkswagen emplacou até o momento 12.113 unidades do Crossover.

3- Renault Duster

Neste ano a Renault apresentou o novo Duster, com todas as peças da carroceria redesenhadas e interior modernizado

Neste ano a Renault apresentou o novo Duster, com todas as peças da carroceria redesenhadas e interior modernizado

Marcos Camargo Jr

Neste ano a Renault apresentou o novo Duster, com todas as peças da carroceria redesenhadas e interior modernizado embora ainda na mesma geração e na mesma plataforma B0 compartilhada com Sandero e Logan além da Oroch. Porém, a motorização é a mesma da versão anterior 1.6 SCe de 120 cavalos, compartilhada com o Captur e o Nissan Kicks mas com algumas revisões especialmente no câmbio CVT que teve relações melhoradas.

Além do novo visual, o utilitário traz itens como ESP (Controle Eletrônico de Estabilidade), freios ABS com AFU (Auxílio à Frenagem de Urgência) e o HSA (Assistente de Partida em Rampa), que mantém o veículo parado até dois segundos após a liberação dos freios em subidas. Por dentro o Duster evoluiu ainda mais com linhas retilíneas e acabamento mais sofisticado embora mantendo itens que poderiam ser melhores como a Media Evolution, evolução da Media Nav.

O carro lançado em meados de março está na oitava posição entre os mais vendidos do segmento

O carro lançado em meados de março está na oitava posição entre os mais vendidos do segmento

Marcos Camargo Jr

No quesito vendas os números ainda não impressionam. O carro lançado em meados de março está na oitava posição entre os mais vendidos do segmento. De abril a novembro foram vendidas 12.464 unidades menos que o Nivus e bem menos que os dados de venda de 2019.

*Por Guilherme Magna

Últimas