Autos Carros VW paralisa produção em Taubaté até o dia 30, diz Sindicato

VW paralisa produção em Taubaté até o dia 30, diz Sindicato

Falta de semicondutores impede a fabricação do Gol e do Voyage

Resumindo a Notícia

  • Volkswagen dará férias coletivas para os 2 mil funcionários
  • Crise já afetou oito montadoras e 14 fábricas no país
  • Aproximadamente 220 mil carros não serão produzidos por aqui
  • Sem os microchips os sistemas de segurança não funcionam plenamente
Sem os microchips centrais de entretenimento não funcionam plenamente

Sem os microchips centrais de entretenimento não funcionam plenamente

Volkswagen/Divulgação

Segundo sindicato local de Taubaté, a Volkswagen paralisa novamente a produção no interior de São Paulo por causa da falta de semicondutores. A fábrica que é responsável por produzir o Gol e o Voyage ficará paralisada até o dia 30 de agosto. É importante lembrar que a crise por falta de componentes eletrônicos atinge todas as montadoras com linha de montagem no Brasil ou no mundo.

Vai comprar o GOL AUTOMÁTICO ? VEJA esse vídeo!

A empresa alemã também explicou que a falta destas peças se agravou porque a Malásia, que é uma importante pólo fornecedor de chips para a companhia, fechou as fronteiras por conta da COVID-19. Por isso, tiveram que interromper toda a cadeia de produção e o fornecimento dos semicondutores. Além disso, a Volkswagen dará férias coletivas para os 2 mil funcionários. 

Avaliação: VW Voyage MSI 1.6 - Automático - já andamos na versão 1.6 AT6. Veja o vídeo!

Segundo a consultoria norte-americana Auto Forecast Solutions – AFS, essa crise afetou oito montadoras e 14 fábricas no país. Desta forma, 220 mil carros não serão produzidos por aqui. Sem os microchips, os sistemas de segurança, das centrais de entretenimento, entre outros equipamentos não funcionam plenamente.

*Em colaboração Felipe Salomão

Últimas