Blog do Nolasco "As provas estão muito bem guardadas", afirma deputado Luis Miranda

"As provas estão muito bem guardadas", afirma deputado Luis Miranda

Parlamentar diz ter como comprovar que tudo que disse sobre encontro com o Presidente Jair Bolsonaro, em março, é verdade.

  • Blog do Nolasco | Thiago Nolasco, da Record TV

O Deputado Luis Miranda (DEM-DF), disse ao Blog que as provas da conversa com o Presidente Jair Bolsonaro, em Março, estão "muito bem guardadas".  O parlamentar afirma que não gravou a conversa com Bolsonaro, mas que ninguém perguntou ao irmão dele se havia alguma gravação. 

Luis Miranda disse também que "está esperando" e que só irá usar as provas "caso necessário para proteger minha honra" e completou, "acho que vai ser muito ruim politicamente continuar nessa briga. Fiz o meu dever, não ocultar algo muito errado, expus situação grave, mas porém não quero continuar envolvido, quem tem que continuar é a polícia."

Na última sexta-feira, em depoimento à CPI, o parlamentar afirmou ter alertado o Presidente Jair Bolsonaro sobre supostas irregularidades na aquisição da vacina Covaxin. Luis Miranda ainda disse que no encontro, em Março no Palácio da Alvorada, o Presidente teria afirmado que a tentativa de compra superfaturada, envolveria o líder do Governo na Câmara Ricardo Barros. Barros nega envolvimento no processo de compra e deve prestar depoimento à CPI.

Nesta segunda-feira, o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues, apresentou notícia crime ao STF contra Jair Bolsonaro. Alega que o Presidente prevaricou, se omitiu, ao saber das irregularidades. Jair Bolsonaro sustenta que alertou o então Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sobre os problemas e que as falhas nos documentos de compra foram solucionados pelo Ministério. O Governo também argumento que a compra da Covaxin nunca foi efetivada e que não houve nenhum pagamento pelo imunizante. 

Últimas