Blog do Nolasco Bastidores da Copa América tiveram negociações muito intensas

Bastidores da Copa América tiveram negociações muito intensas

Até a noite desta segunda (1) havia apenas um estado confirmado; Rio de Janeiro aceitou participar apenas nesta terça

Para Bolsonaro, imprensa causou uma "hecatombe" com a notícia da competição no Brasil

Para Bolsonaro, imprensa causou uma "hecatombe" com a notícia da competição no Brasil

Marcos Corrêa/PR - 31.05.2021

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça (1) que o Brasil vai mesmo sediar a edição 2021 da Copa América. Fontes relataram ao blog que as negociações para viabilizar o evento no país foram intensas e conduzidas na Casa Civil, pelo Ministro Luiz Eduardo Ramos.

Um importante membro do Governo, explicou que, até a noite desta segunda (1) havia apenas um estádio confirmado, o de Brasília. Muitos Governadores disseram não para o evento. No meio da tarde de hoje, foram fechadas as negociações com Goiânia e Cuiabá, onde o Prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB), era contra a Copa América mas mudou de posição. Nesse trabalho de convencimento, participou até o ex-Ministro da Secretaria de Governo e ex-deputado, Carlos Marum. O Rio de Janeiro só aceitou receber a competição, às cinco horas da tarde. O Governador Cláudio Castro foi favorável ao campeonato, mas o prefeito Eduardo Paes, era contra. Paes só aceitou depois realizar na cidade a final da Copa América. 

De acordo com intetegrantes do Governo que acompanharam as tratativas, o Estado de São Paulo não foi convidado para ser uma das sedes da Copa América. Segundo membros da organização relâmpago do evento, jogadores da seleção tem sido pressionados a não entrarem em campo. O pai do Neymar, segundo integrantes do governo relatou que, recebeu ligações com pedidos para que o jogador não dispute a competição. 

Para um importante auxiliar do Presidente Jair Bolsonaro, a discussão sobre a realização da Copa América, se tornou uma "disputa política" e enfrenta forte oposição de adversários do Governo.  

De manhã, em evento no Palácio do Planalto, O Presidente Jair Bolsonaro contou que a primeira resposta à Conmebol foi positiva: "A princípio foi sim. Por que eu falo a princípio? Porque eu consulto meus ministros. E foi unânime. Deixar bem claro, foi unânime. Todos deram sinal positivo".

Bolsonaro também comentou a forte repercussão negativa que teve a intenção de o Brasil sediar a competição continental. "Houve uma hecatombe no meio jornalístico. Será por que a Copa América, a  transmissão não é da Globo, e é do SBT? Parece que é".

Últimas