Blog do Nolasco Bolsonaro inaugura Embaixada do Brasil no Bahrein, no Oriente Médio

Bolsonaro inaugura Embaixada do Brasil no Bahrein, no Oriente Médio

Em primeira visita de um chefe de Estado do Brasil no país, Bolsonaro sinaliza ‘cooperação entre povos’

O presidente Jair Bolsonaro e autoridades do Brasil e do Bahrein na inauguração da Embaixada do Brasil no país

O presidente Jair Bolsonaro e autoridades do Brasil e do Bahrein na inauguração da Embaixada do Brasil no país

Thiago Nolasco/Record TV

O presidente da República, Jair Bolsonaro, inaugurou nesta terça-feira (16) a Embaixada do Brasil no Bahrein. A nação é a quarta do Oriente Médio que mais realiza transações comerciais com o Brasil, e Bolsonaro pontuou que a cerimônia de hoje simboliza a “cooperação entre os povos”.

“É uma satisfação muito grande participar desse evento que materializa o entendimento e a cooperação entre nossos povos. Cumprimentos também pela reabertura da Embaixada do Bahrein no Brasil, em 2018. Quando assumi, o único país do Conselho do Golfo que não tinha embaixada era o Bahrein. Pela importância e pelo respeito que temos ao Bahrein, determinei o estudo para abertura da nossa embaixada aqui, fato que se concretiza no dia de hoje”, declarou.

O presidente Jair Bolsonaro ao chegar ao Bahrein

O presidente Jair Bolsonaro ao chegar ao Bahrein

Thiago Nolasco/Record TV

A cerimônia ocorreu em Manama, capital do Reino do Bahrein, e fez parte de uma série de agendas do presidente da República no Oriente Médio. Bolsonaro desembarcou em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, no último sábado (13), com uma comitiva brasileira.

Nesta segunda-feira (15), Bolsonaro afirmou que os investidores árabes são os “parceiros preferidos” do Brasil. Ele participou do evento Invest in Brazil Forum, em Dubai, e aproveitou para promover o turismo na Amazônia e defender a política ambiental brasileira.

Jornalistas barrados

Os jornalistas brasileiros que cobrem a visita presidencial ao Oriente Médio estão, em sua maioria, impedidos de entrar em Doha, no Catar. O governo local baixou no dia 15, portanto ontem, nova medida colocando os Emirados Árabes na lista vermelha, que exige quarentena em hotéis determinados pelo governo do país.

O decreto foi editado e entrou em vigor no mesmo dia o que pegou os jornalistas de surpresa. O imbróglio entre o Catar e os Emirados Árabes, ao que tudo indica, não tem relação com questões sanitárias e sim uma disputa comercial envolvendo gás natural.

Uma repórter brasileira já foi impedida de embarcar de Dubai rumo ao Qatar. Outra tentou o embarque agora há pouco e foi orientada a não embarcar porque corria o risco de ser deportada de volta para Dubai.

A equipe da Record TV – eu, Thiago Nolasco, e André Cunha – tem previsão de embarcar para Doha esta noite.

O Ministério de Relações Exteriores tenta junto ao governo do Catar resolver a situação e garantir a cobertura jornalística em Doha. O presidente Jair Bolsonaro está nesta terça-feira no Bahrein.

Últimas