​Filipe Martins segue no Governo Bolsonaro

Assessor Internacional do Presidente que quase foi demitido após audiência no Senado, consegue reverter desgaste e se mantém no cargo

  • Blog do Nolasco | Thiago Nolasco, da Record TV

Pelo menos por enquanto, Filipe Martins, assessor da área internacional do Presidente Jair Bolsonaro, se mantém no cargo e não será demitido. Segundo interlocutores, Jair Bolsonaro, teria decido manter o assessor na função apesar das pressões do Senado. O Presidente também orientou o assessor a se defender e reverter o desgaste político com parlamentares.

Durante sessão do Senado em que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, expôs as dificuldades para a compra de vacinas contra a covid-19, na última quarta-feira (24), o assessor fez um gesto com a mão, interpretado por alguns como um símbolo de supremacismo branco e por outros, como simplesmente obsceno. Nas redes sociais, Martins disse apenas arrumava o paletó.

O Senado pode ainda está semana, decidir se aplica um voto de censura à Filipe Martins pelos gestos durante a sessão.

O deputado Federal e filho do presidente, Eduardo Bolsonaro deu a seguinte declaração sobre o tema: "não vejo o Filipe Martins saindo do Governo e inclusive, em Israel, concedi uma entrevista para os primos dele que tem um canal no Youtube e são Judeus Ortodoxos. Hora, esse daí que estão acusando de supremacista branco, de racista, de nazista? Pelo amor de Deus, esse tipo de crítica é totalmente infundada e a gente sabe que esses Senadores, estão fazendo espuma, não é algo que eu particularmente acho que o Governo deva se preocupar. Isso pra mim é só espuma pra ver se cola em alguma onda, e se colar, enfim, mas eu não vejo a saída do Felipe Martins não." 

Filipe Martins está no cargo de assessor da área internacional desde o início do Governo. Ele é um dos integrantes da ala ideológica e que neste momento vem sofrendo várias baixas, com a busca pro partidos do Centrão por mais Espaço.

O Assessor recebeu apoio de várias entidades como a Comunidade Brasil & Israel; Associação Sionista Brasil-Israel e Embaixada de Israel.

Últimas