Blog do Nolasco Governo espera que queda na bolsa da Petrobras seja momentânea

Governo espera que queda na bolsa da Petrobras seja momentânea

Auxiliares próximos ao presidente Jair Bolsonaro acreditam que os papeis das empresas estatais vão "voltar aos valores normais"

Mercado reagiu mal à indicação por Bolsonaro de Joaquim Silva e Luna para a Petrobras

Mercado reagiu mal à indicação por Bolsonaro de Joaquim Silva e Luna para a Petrobras

Mauro Pimentel/AFP - 14.12.2018

Apesar do dia turbulento no Mercado Financeiro e das quedas nas ações de várias estatais, um dos auxiliares mais próximos ao presidente Jair Bolsonaro, ouvido pelo blog, explicou que o Governo já esperava uma reação dos investidores e que, neste momento, está só "assistindo" a oscilação na Bolsa de valores.

Para a cúpula do Governo, essa agitação toda é momentânea e a expectativa é que depois, os papéis das empresas estatais "vão voltar aos valores normais", relatou o auxiliar.

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, não se manifestou sobre as mudanças na Petrobras e sobre a reação no mercado financeiro até o momento.

O silêncio de Guedes é o que mais chama atenção. O Ministro é visto como o fiador da Política Econômica Liberal do Governo e tem sofrido, principalmente durante a pandemia, para colocar suas ideias em prática.

A tramitação do novo auxílio emergencial no Congresso e as propostas de contrapartidas para impedir um endividamento ainda maior do país, são fundamentais para sustentação política do Ministro.  Na proposta enviada aos líderes partidários, a Proposta de Emenda a Constituição prevê por exemplo, que os salários e gratificações de servidores públicos não sejam reajustados nos próximos dois anos.

Últimas