Rússia x Ucrânia

Blog do Nolasco Itamaraty prevê resgate de 64 pessoas na Ucrânia na quarta-feira

Itamaraty prevê resgate de 64 pessoas na Ucrânia na quarta-feira

Coordenador de força-tarefa anunciou que 47 brasileiros e 17 ucranianos com laços de família no Brasil vão ser repatriados

  • Blog do Nolasco | Do R7, em Brasília

O diplomata Unaldo de Sousa

O diplomata Unaldo de Sousa

Reprodução

O Itamaraty prevê um voo de resgate de brasileiros na Ucrânia para a próxima quarta-feira (9). As informações foram divulgadas pelo ministro de segunda classe da carreira de diplomata do Itamaraty Unaldo de Sousa, designado pelo Ministério das Relações Exteriores para ser o coordenador da força-tarefa no Leste Europeu.

“O voo de repatriação previsto para quarta-feira já tem 64 confirmados, sendo 47 brasileiros e 17 ucranianos com laços de família. Além desses, outros virão de países circundantes por contra própria”, detalhou Unaldo de Sousa. Os números são parte de uma estimativa inicial. O dado será fechado nesta segunda-feira (7).

Ainda segundo o coordenador do grupo, o Itamaraty já prestou auxílio e trouxe da fronteira 38 cidadãos brasileiros, que se juntarão a mais 15 que serão resgatados. “Desse total, temos nove crianças, acompanhadas de cinco animais de estimação”, disse.

A aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) utilizada na missão de resgate dos brasileiros será enviada nesta segunda-feira (7), saindo de Brasília rumo a Varsóvia, na Polônia. A ação é interministerial e ocorre de forma integrada entre as pastas da Defesa, das Relações Exteriores e da Saúde.

"A aeronave, um KC-390 Millennium, decolará às 15 horas, com 11,6 toneladas de medicamentos para atendimento emergencial, alimentos e itens de necessidade básica com tecnologia para funcionamento autônomo — utilizados em locais sem recursos e em situações extremas, como guerras e conflitos. O pouso na capital polonesa está previsto para a quarta-feira (9), e os brasileiros repatriados devem chegar ao Brasil na quinta-feira (10)", divulgou o Ministério da Defesa.

Onze representantes do Ministério das Relações Exteriores e um do Ministério da Defesa foram enviados à zona de conflito. Nove deles estão atendendo os brasileiros em Varsóvia, na Polônia, e outros três em Lviv, na Ucrânia.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas