Blog do Nolasco Rigidez no combate à Covid do G20 se opõe a relaxamento em Roma

Rigidez no combate à Covid do G20 se opõe a relaxamento em Roma

Participação no encontro exige testes a cada 48h, enquanto que, na capital, os restaurantes não cobram o cartão de vacinação

Participação no G20, na Itália, requer teste de Covid

Participação no G20, na Itália, requer teste de Covid

Alan Santos/PR - 30.10.2021

A participação na reunião do G20 em Roma, na Itália, seja como palestrante, convidado ou imprensa conta com um rígido controle para evitar a disseminação da Covid-19.

Para entrar no evento, foi exigido um teste PCR negativo para o coronavírus feito 48h antes da checagem no local do evento.

Neste domingo (31), dois dias depois da saída do Brasil e, portanto, com o exame vencido, o blog precisou passar, novamente, por testes em território italiano. Após 20 minutos de espera, o resultado saiu e deu negativo.

Embora a segurança para prevenir a contaminação no encontro do G20 seja feita à risca, a capital Roma não passa pela mesma rigidez. A começar pelo desembarque, nenhuma autoridade local cobrou o exame negativo feito no Brasil para ingressar no país europeu.

Depois, já em solo italiano, os restaurantes, onde seria obrigatória a apresentação do cartão de vacinação, também não há nenhuma inspeção ou cobrança. Apesar de as regras serem duras no papel, já há um certo relaxamento das autoridades italianas.

Últimas