Christina Lemos Bolsonaro decide manter Major Vítor Hugo na liderança do governo

Bolsonaro decide manter Major Vítor Hugo na liderança do governo

“As coisas vão se acomodar” - teria dito o presidente ao deputado do PSL, confirmado como principal articulador do Planalto na Câmara. Após desgaste, o Major vai procurar um a um dos líderes partidários.

O presidente Bolsonaro e o líder do governo na Câmara, deputado Major Vítor Hugo (PSL/GO)

O presidente Bolsonaro e o líder do governo na Câmara, deputado Major Vítor Hugo (PSL/GO)

Reprodução/Facebook

O deputado Major Vítor Hugo (PSL/GO), estreante como parlamentar e com a estratégica função de líder do governo na Câmara, teve uma primeira semana de trabalho trepidante. Foi criticado por alguns líderes de bancada que não gostaram de receber por um aplicativo de mensagem a convocação para uma reunião na liderança. O deputado esclarece que a mensagem era apenas uma “confirmação” do encontro, para o qual os líderes foram convidados formalmente por e-mail e pessoalmente. 

“Esta semana não faremos reunião. Vou me dedicar a contactar os líderes novamente, um a um”, declara Vítor Hugo, que recebeu o apoio e a confirmação no cargo do próprio presidente Bolsonaro. “Ele me disse para ir em frente, que a confiança está mantida e que as coisas vão se acomodar”, relata o deputado.

Nesta segunda-feira, Vítor Hugo terá dois encontros no Planalto, ambos dedicados ao desenho de uma estratégia para aglutinação da base de apoio governista: um almoço com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e uma reunião com o general Santos Cruz, da Secretaria de Governo. “O mais provável é que os líderes sejam recebidos no Planalto, individualmente, para essa primeira aproximação”, estima do deputado.  

A coligação que elegeu o presidente Jair Bolsonaro foi composta por apenas dois partidos, o PSL e o PRTB. No entanto, a expectativa do Planalto é que pelo menos 22 legendas integrem a base aliada ao governo.

Últimas