Novo Coronavírus

Christina Lemos Começa transferência de pacientes com covid de Manaus a 8 capitais

Começa transferência de pacientes com covid de Manaus a 8 capitais

Ação é coordenada pelo Ministério da Saúde para desafogar a rede hospitalar da capital do Amazonas, que entrou em colapso

Resumindo a Notícia

  • Em colapso, Manaus (AM) começou a enviar pacientes de covid-19 para oito capitais
  • Primeiro avião da FAB decolou para Teresina (PI) com 9 doentes e 5 profissionais de saúde
  • Outra aeronave já está em solo, na capital do Amazonas, para transferir outros infectados
  • Cada aeronave pode levar até 25 pacientes deitados em macas, além dos médicos e enfermeiros
Pacientes de Manaus são transferidos para outras capitais para tratar covid-19

Pacientes de Manaus são transferidos para outras capitais para tratar covid-19

Divulgação/FAB

Cerca de 150 pacientes com covid-19 de Manaus (AM) começaram a ser transferidos para oito capitais brasileiras nesta sexta-feira (15). A operação é coordenada pelo Ministério da Saúde e pelos governos estaduais e do Distrito Federal, com o objetivo é aliviar a rede hospitalar - pública e privada - da capital do Amazonas.

Duas aeronaves C-99 da FAB (Força Aérea Brasileira) já iniciaram o transporte dos doentes. Hoje de manhã, o primeiro avião embarcou para Teresina (PI), onde chegar por volta de 11h30. Neste voo, estão 9 doentes e 5 profissionais de saúde. Há outra aeronave da FAB em solo em Manaus, à espera dos pacientes para serem transferidos.

Os doentes serão levados, de avião, para São Luís (MA), que disponibilizou 40 leitos; Teresina (PI), com 30; João Pessoa (PB), com 15; Natal (RN), com 10; Goiânia (GO), com 20; Fortaleza (CE), com 4 leitos; Recife (PE), com 10; e Distrito Federal, com 20 vagas.

O Secretário Executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, afirmou que "vários governadores já se colocaram à disposição para recepcionar pacientes com covid-19 em seus Estados e prontamente reservaram suas estruturas hospitalares para dar o apoio necessário para atender aos pacientes do Amazonas". 

Transporte dos doentes

Equipe médica local decide quem será transferido

Equipe médica local decide quem será transferido

Divulgação/FAB

A escolha dos pacientes que serão transferidos será feita pelas equipes médicas da capital do Amazonas, e o transporte será feito em dois aviões da FAB (Força Aérea Brasileira), que levam até 25 pacientes deitados em macas.

Eventualmente, segundo o ministério, os doentes poderão ser levados em aviões de carreira ou fretados. Se isso for necessário, o deslocamento será feito com médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Quando os pacientes chegarem nos oito Estados, o transporte será feito por ambulâncias sob coordenação dos governos locais.

Colapso no Amazonas

A falta de oxigênio se tornou o principal gargalo do sistema de saúde do Estado. Para amenizar a falta do produto, dois aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) chegaram hoje a Manaus com cilindros.

Ainda segundo o ministério, foram entregues 125 mil máscaras N95, 247,8 mil máscaras cirúrgicas e 200 mil luvas aos profissionais de saúde do Amazonas.

A pasta disse que enviou ao Estado também 180 monitores, 373 bombas de infusão, 6.900 equipos, 78 ventiladores pulmonares (40 exclusivos para o interior do estado), 250 mil cápsulas de oseltamivir e 700 cilindros de oxigênio.

* Com a colaboração de Lívia Veiga, da Record TV Brasília

Últimas