Christina Lemos Doria aprofunda polarização em má fase de Bolsonaro

Doria aprofunda polarização em má fase de Bolsonaro

Governador de São Paulo almeja posto de antibolsonaro, e investe na permanente comparação com o presidente. Ausência de potencial adversário de esquerda deixa vácuo na disputa 

O governador de São  Paulo (ao centro), faz gesto de "V", de vacina, segundo ele próprio propôs.

O governador de São Paulo (ao centro), faz gesto de "V", de vacina, segundo ele próprio propôs.

Governo do Estado de São Paulo - 25.01.2021

O governador de São Paulo, João Doria, do PSDB, tem intensificado nos últimos dias o bombardeio ao presidente Jair Bolsonaro, que vive uma queda de popularidade em função da gestão do processo de vacinação contra a Covid-19 – considerado ponto forte do tucano. Segundo levantamentos recentes, a perda para o titular do Planalto teria sido de pelo menos 9 pontos na aprovação popular.

Nesta segunda-feira, o governador promoveu evento em comemoração ao aniversário de São Paulo com a participação dos ex-presidentes José Sarney, Michel Temer e Fernando Henrique Cardoso, convidados para defender a vacinação. Após os discursos, Doria sugeriu que os quatro posassem para a foto fazendo o sinal de “V”, de vacina, segundo ele. Diante da disputa aberta entre Doria e Bolsonaro, apenas Fernando Henrique, que estava presencialmente ao lado do governador, acompanhou de imediato o gesto. Sarney e Temer hesitaram por longos minutos e acataram timidamente a sugestão, aparentando constrangimento. 

Por meio de aplicativo de mensagem, o governador e assessores passaram a compartilhar textos que, agora abertamente, promovem a comparação entre o chefe do Palácio dos Bandeirantes e Bolsonaro. São publicações da imprensa com títulos como: “Bolsonaro perde de Doria em avaliação da pandemia”, ou “Sem Bolsonaro e com Doria, Fórum Mundial de Davos destaca Amazônia e covid-19”.

O tucano também busca ocupar o espaço vago deixado pela esquerda na oposição ao presidente, chamando para si a imagem de político antibolsonaro - estratégia que lhe pode ser útil numa eventual disputa eleitoral em 2022. Os esforços de Doria em promover uma união de líderes de centro, direita e esquerda moderadas contra Bolsonaro ainda são encarados com desconfiança por representantes de peso destas correntes políticas.

Últimas