Christina Lemos El Salvador: Eduardo Bolsonaro aprova destituição de magistrados

El Salvador: Eduardo Bolsonaro aprova destituição de magistrados

Filho do presidente postou em rede social apoio à decisão do presidente de El Salvador, que destituíu os ministros da suprema corte do país. 

Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/SP): nova declaração polêmica envolvendo do STF.

Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/SP): nova declaração polêmica envolvendo do STF.

Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) manifestou-se nesse domingo por meio de uma rede social em apoio à decisão do presidente de El Salvador, Nayib Bukele. O Congresso daquele país, onde Bukele tem maioria, aprovou a destituição de 5 juízes da Suprema Corte, que tomaram decisões que desagradaram o chefe do Executivo. Para o deputado brasileiro, a iniciativa veio após os magistrados “interferirem no Executivo”. “Tudo constitucional”, acrescentou.

Eduardo Bolsonaro reproduziu postagem de Bukele em sua rede e acrescentou o seguinte comentário: “juízes julgam casos, se quiserem ditar políticas, que saiam às ruas para se elegerem”. A manifestação do filho do presidente Bolsonaro vem em momento de sucessivos embates entre o STF e o Planalto, com derrotas importantes para as teses do governo na Corte. Apoiadores do presidente que foram as ruas neste final de semana também voltaram seus protestos contra o Tribunal.

Também não é a primeira vez que o deputado torna pública sua contrariedade contra o que avalia ser uma instância de interferência no Executivo. Tornou-se célebre a declaração de Eduardo Bolsonaro em palestra a estudantes no Paraná, em 2018, quando afirmou: “se quiser fechar o STF, sabe o que você faz? Você manda um soldado e um cabo”. O caso provocou desgaste para o então candidato Bolsonaro, que chegou a afirmar: “se alguém falou em fechar o STF, precisa consultar um psiquiatra”. Diante da repercussão e do prejuízo político para seu pai, o próprio deputado buscou minimizar a declaração e a ideia, que voltou a apoiar neste domingo.

Últimas