Christina Lemos Indicação ao STF: em nota, Mendonça mantém tom religioso

Indicação ao STF: em nota, Mendonça mantém tom religioso

Escolhido por Bolsonaro agradece “a Deus pela vida” e se remete a líderes evangélicos.  Advogado Geral da União teve nome publicado hoje no Diário Oficial e divulgou comunicado antes das 6h da manhã

André Mendonça, indicado ao STF por Bolsonaro: sabatina no senado prevista para agosto. 
Foto: Carolina Antunes/PR

André Mendonça, indicado ao STF por Bolsonaro: sabatina no senado prevista para agosto. Foto: Carolina Antunes/PR

Carolina Antunes/PR - 29.04.2020

Num movimento articulado com os do presidente da República, Jair Bolsonaro, o advogado Geral da União, André Mendonça, divulgou nota de agradecimento pela indicação de seu nome ao Supremo Tribunal Federal, por volta das 6h da manhã, assim que o ato presidencial foi oficializado por meio de publicação no Diário Oficial. O texto reforça a vinculação religiosa de Mendonça, que vinha tentando afastar esta marca, em conversas individuais com senadores nos últimos dias.

“Agradeço a Deus pela vida e por essa possibilidade de servir meu país”, inicia Mendonça, que também se remete ao apoio de “líderes evangélicos”. “Deus abençoe nosso país”, concluiu. O ex-ministro da Justiça é pastor da Igreja Presbiteriana Esperança de Brasília.  

Nesta segunda-feira, após visita ao presidente do STF, Luiz Fux, o presidente Bolsonaro reforçou seus vínculos com Mendonça, incluindo o religioso. A capacidade técnica do indicado e seus conhecimentos jurídicos são reconhecidos por magistrados do STF, inclusive Marco Aurélio Mello, cuja vaga recém-aberta possibilitará a troca na suprema corte. A sabatina no Senado do indicado por Bolsonaro para o STF deve acontecer em agosto. Somente após a aprovação do nome pela CCJ e pelo plenário do Senado é que ocorre a posse no STF. 

Últimas