Christina Lemos Leitos de UTI estão pagos desde dezembro, diz Pazuello

Leitos de UTI estão pagos desde dezembro, diz Pazuello

Ministro da Saúde diz que não faltam, nem nunca faltaram recursos para bancar leitos de UTI. “Esta roupa não me cabe”, afirma

Ministro Pazuello em conversa com a coluna

Ministro Pazuello em conversa com a coluna

Divulgação

Para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, não há dificuldade orçamentária que impeça o pagamento de leitos de UTI destinados ao atendimento de pacientes graves da Covid-19. “Nós não estamos falando em grana. Essa discussão não existe. Esta roupa não cabe! Sabe quantos bilhões de reais existem nos municípios, disponíveis? Você tem um idéia de valor em bilhão? São R$ 18 bilhões disponíveis!”, declarou o ministro ao blog. Perguntado se então o que faltava era gestão, Pazuello declarou: “É óbvio!”

O diálogo com o blog ocorreu na última quinta-feira, 25, durante intervalo da reunião entre o ministro e os secretários estaduais e municipais de saúde. Ao final do encontro, ficou acertado que o repasse do ministério para custear os leitos de UTI seria mensal e mantido pelo menos até fevereiro. No entanto, na entrevista em seu gabinete, o ministro sustentou que a contratação dos leitos não havia enfrentado descontinuidade, como chegou a ser afirmado pelo Conass em nota pública. A demanda do Conselho, no início de fevereiro, era por mais R$ 5,2 bilhões para esta e outras ações de atendimento.

O ministro foi enfático na defesa da atuação federal quanto ao repasse de dinheiro para pagar pelos leitos de UTI. “Os leitos foram pagos adiantados. Sabe quando? Em dezembro! Sabe por quantos dias? 90 dias. Só para lembrar: os leitos estão pagos desde dezembro, todos eles, covid e não-covid. E agora com a entrada dos R$2.8 bihões extra-orçamentários nós já pactuamos que vamos continuar pagando normalmente”. E continuou: “Isso nunca foi diferente, nunca se falou diferente. Mas a gente vive a política...”

Últimas