Novo Coronavírus

Christina Lemos Ministério vai comprar vacina do Butantan, diz governador do Piauí

Ministério vai comprar vacina do Butantan, diz governador do Piauí

"Cobramos agilidade no fechamento de contrato", disse Wellington Dias (PT). "São 46 milhões de vacinas já prontas e outras 6 milhões em janeiro"

Vacina da Sinovac é produzida em parceria com o Instituto Butantan

Vacina da Sinovac é produzida em parceria com o Instituto Butantan

Wu Hong/EFE/EPA - 24.09.2020

O Ministério da Saúde vai fechar contrato para compra da CoronaVac, a vacina contra a covid-19 produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac. A informação foi confirmada ao blog pelo governador do Piauí Wellington Dias (PT).

"Cobramos agilidade no fechamento de contrato com Butantan", disse Dias, que esteve em reunião com o ministro Eduardo Pazuello nesta quarta-feira (16). "São 46 milhões de vacinas do Butantan e outras 6 milhões ficarão prontas até 20 de janeiro", completou.

Leia mais: Entenda o plano nacional de vacinação ponto a ponto 

O governador disse ainda que o ministério foi pressionado a antecipar a aquisição de vacinas produzidas fora do Brasil pela Astrazeneca, que tem parceria com a Fiocruz, além de acelerar fechamento de contratos de compra com a Pfizer, a União Química (que produzirá no Brasil a Sputinik V), e também com a Moderna e a Janssen.

Leia mais: Toda a população brasileira deve ser imunizada entre 12 e 16 meses

"Foi dito que até 21 de janeiro de 2021 teremos vacina no Brasil", afirmou o petista, destacando que falta apenas acertar com as produtoras e a Anvisa um cronograma da quantidade. "O objetivo é alcançar o mais cedo possível vacinação das pessoas dos grupos de risco no Brasil e mais de 70% da população imunizada", disse.

Últimas