Reforma da Previdência

Christina Lemos ”Não somos base do governo” - diz líder do Centrão 

”Não somos base do governo” - diz líder do Centrão 

Líderes de partidos do bloco negam aliança com Bolsonaro. PSL diz que presidente “não busca formar base aliada”.

Comissão de Constituição e Justiça da Câmara

Comissão de Constituição e Justiça da Câmara

Dida Sampaio/Estadão Conteúdo - 23.4.2019

O líder do PP na Câmara, deputado Artur Lira, que teve papel importante na formação do acordo que viabilizou a união dos partidos de centro ao PSL na CCJ, deixou claro que não há aliança permanente com o Planalto, nem garantia de apoio incondicional à Reforma da Previdência.  “Alguém falou em “base aliada” - nós não somos base aliada. Somos os que querem aprovar a Previdência, ressalvados alguns itens, inclusive com documento assinado”. Treze legendas declaram que farão modificações em pontos da PEC na comissão de mérito. 

O método que permitiu ao governo formar maioria na CCJ não gerou uma rotina de atuação, explica o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir. “Esse governo não pretende formar base de apoio. Vai ser proposta a proposta, na base do convencimento” - explica o deputado.  A falta de maioria sólida levou a PEC da Previdência a tardar mais de 60 dias, desde que foi entregue à Câmara, para vencer a etapa mais simples da tramitação: a admissibilidade.

Últimas