Novo Coronavírus

Christina Lemos Novas regras contraindicam uso de cloroquina por grávidas com covid

Novas regras contraindicam uso de cloroquina por grávidas com covid

Documento também informa que profissionais da saúde devem tomar cuidados especiais na hora de medicar crianças diagnosticadas com a doença

Documento foi divulgado nesta quarta-feira (20)

Documento foi divulgado nesta quarta-feira (20)

AM Press & Images/Folhapress - 21.03.2020

As novas regras do Ministério da Saúde não preveem o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina por grávidas com covid-19, segundo documento divulgado pela pasta nesta quarta-feira (20). 

Além das grávidas, os remédios são "absolutamente contra-indicado" para pessoas com retinopatia/maculopatia secundária ao uso do fármaco já diagnosticada, hipersensibilidade ao fármaco e miastenia grave.

O documento aponta que os profissionais da saúde devem priorizar o uso de hidroxicloroquina em crianças, e não da cloroquina, devido ao risco de toxicidade do segundo remédio. 

Paciente de covid vai precisar autorizar uso de cloroquina

A pasta também destaca que a cloroquina deve ser usada com precaução em portadores de doenças cardíacas, hepáticas ou renais, hematoporfiria e doenças mentais e evitada em associação com os seguintes remédios: clorpromazina, clindamicina, estreptomicina, gentamicina, heparina, indometacina, tiroxina, isoniazida digitálicos. 

"Apesar de serem medicações utilizadas em diversos protocolos e de possuírem atividade in vitro demonstrada contra o coronavírus, ainda não há meta-análises de ensaios clinicos multicêntricos, controlados, cegos e randomizados que comprovem o benefício inequívoco dessas medicações para o tratamento da COVID-19. Assim, fica a critério do médico a prescrição, sendo necessária também a vontade declarada do paciente", afirma o documento. 

Últimas