Christina Lemos Pazuello passa carnaval em Manaus para revisão de procedimentos

Pazuello passa carnaval em Manaus para revisão de procedimentos

Ministro da Saúde terá encontro com governador e prefeitos para desenhar operação de bloqueio à nova cepa do coronavírus. Expectativa é por tratamento diferenciado para ampliar imunização da população do estado

O ministro Eduardo Pazuello ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco

O ministro Eduardo Pazuello ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco

Waldemir Barreto/Agência Senado-11/02/2021

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, decola esta tarde para Manaus, onde permenacerá durante o Carnaval, para uma série de encontros e ações de acompanhamento do combate ao coronavírus na região. Na agenda, que se estenderá até a quarta-feira, estão previstas reuniões com o governador do Amazonas, Wilson Lima, e com prefeitos, além da inspeção de usinas de oxigênio hospitalar, insumo médico que motivou a mais grave crise recente na gestão da segunda fase pandemia. Uma das razões da visita e da permanência alongada do ministro é a montagem de uma operação para tentar isolar a propagação da nova cepa do coronavírus identificada na região, e que seria potencialmente mais contagiosa. 

A viagem acontece no dia seguinte à partição do ministro em longa audiência pública no plenário do Senado, em que Pazuello foi insistentemente cobrado pelo desempenho do ministério no Amazonas. Com as explicações públicas ao Congresso, o ministro faz um gesto político para tentar dissipar a ameaça de CPI sobre o tema. Pazuello também é alvo de inquérito no STF por razões relacinadas à gestão federal da pandemia. 

A reorganização do Plano Nacional de Imunização - PNI, de acordo com fontes do Ministério da Saúde, ocorrerá logo após a entrega, por parte do Instituto Butantan de cerca de 4,6 milhões de novas doses da Coronavac. A área de comunicação estratégica do ministério também se prepara para uma data politicamente importante: na semana que vem completa-se um ano da chegada do coronavírus no Brasil.  

Após a longa audiência pública no senado, em que ouviu cobranças sobre a aturação do governo federal no Amazonas e 

Últimas