Christina Lemos Primeiro ato de Lira enquadra e incendeia adversários

Primeiro ato de Lira enquadra e incendeia adversários

Após vitória expressiva sobre Rodrigo Maia, novo presidente da Câmara toma medida que amplia os poderes do próprio grupo de apoiadores e desagrada opositores

O novo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP/AL).

O novo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP/AL).

DIDA SAMPAIO - 01.02.2021/ESTADÃO CONTEÚDO

O deputado Artur Lira (PP/AL) obteve mais que o dobro dos votos do adversário, Baleia Rossi (MDB/SP), numa das mais expressivas vitórias das últimas disputas sucessórias da Câmara. O resultado impôs dramática derrota ao antecessor, Rodrigo Maia, que inclusive teve uma de suas últimas decisões anuladas por Lira, como primeiro ato da nova gestão do alagoano. O parlamentar, que discursou de pé como gesto simbólico de que não adotará estilo monocrático, assim que se sentou à cadeira da Presidência, anulou o bloco partidário acatado por Maia, sob alegação de que a iniciativa do democrata infringiu o Regimento, uma vez que teria sido adotada fora do prazo.

Na prática, estes partidos se reuniram em bloco para ampliar suas chances de conquistar cargos na Mesa Diretora – escolhidos de acordo com uma ordem de preferência determinada pelo tamanho das bancadas ou blocos. Pela regra, quem agrupa mais parlamentares tem proporcionalmente preferência na escolha. Ao anular o bloco formado por PT, PSDB e MDB, entre outros, Lira de uma só tacada alijou os partidos que apoiaram a candidatura de Rossi, inclusive os da oposição, e também favoreceu seu próprio grupo, que agora vão se beneficiar do novo cálculo de proporcionalidade. 

O PT, por exemplo, que, além da bancada numerosa, integrou o bloco agora desfeito, pode ter de se conformar apenas com a quarta secretaria, cargo praticamente inexpressivo na Mesa Diretora. A decisão de Lira, que neste momento disfruta de ampla maioria entre os 513 deputados, causou forte indignação entre os prejudicados, que já ameaçam buscar a Justiça. A iniciativa, longe de pacificar a casa, inaugura a gestão com forte turbulência, inclusive interrompendo o processo eleitoral dos demais cargos da Mesa, que estava em pleno andamento.

Últimas