Economia em cinco minutos Por que inflação e juros baixos não são sinais de melhora da economia?

Por que inflação e juros baixos não são sinais de melhora da economia?

Economistas só apostam em retomada da economia no decorrer do ano, porque o desemprego ainda continua sendo um problema

Por que inflação e juros baixos não são sinais de melhora da economia?

Economistas estão mais otimistas para 2018

Economistas estão mais otimistas para 2018

Agência Brasil

Há duas décadas o Brasil não tinha um início de ano com inflação e taxa de juros tão baixas como se vê em 2018. Apesar dos resultados, economistas entrevistados pelo Economia em 5 Minutos dizem que a população ainda vai levar alguns meses para sentir a melhora da economia.

O professor Nelson Marconi, da FGV (Fundação Getúlio Vargas), afirma que ainda é cedo para comemorar.

— O lado positivo da inflação baixa mostra que as pessoas têm um poder maior de compra, o que sem dúvida ajuda na retomada da economia. O grande problema é que tivemos uma recessão intensa e extensa. O desemprego continua muito alto.

Para o professor José Kobori, do Ibmec, a inflação abaixo da meta do Banco Central reflete não apenas que os preços estão controlado, mas que a atividade econômica é baixa e o desemprego, elevado.

— Vivemos um ciclo vicioso da economia, mostra que as pessoas estão consumindo menos e daí a necessidade de uma política monetária mais agressiva e a redução da taxa de juros.

Para Marconi, a queda da taxa Selic "não é suficiente, sozinha, para a retomada do crescimento".

— É preciso que esses números caiam ainda mais, e tem espaço para isso. Não veremos neste ano um espetáculo do crescimento, mas deve ser um ano melhor que 2017. É preciso observar que as exportações tem ajudado muito nesse cenário, assim como o setor agrícola. No entanto, é preciso observar que o custo do crédito ainda é muito elevado e os empresários não devem investir em um cenário instável.

O professor Kobori também aposta em um ano melhor para a economia.

— A economia estava sem rumo e agora dá sinais claros de retomada. As taxas baixas de juros estimulam o investimento, uma vez que não é tão rentável deixar o dinheiro parado no banco. Creio que a reforma trabalhista também dá mais agilidade e deve contribuir para a queda no desemprego.

Para esclarecer todas as dúvidas sobre inflação, o Ecomonia em 5 Minutos publicou o guia "Inflação baixa: mas por que os preços não caem?".

O que ocorre é uma confusão em relação ao próprio conceito de inflação de preços e a metodologia de cálculo dos índices. Entenda por que os preços não caem.