O futuro

Reprodução

Não há escapatória, todos nós buscamos o amanhã. Crescemos envolvidos em pensar sempre no futuro, pensar em todas as possibilidades, esquecendo de viver o hoje. É clichê falar para viver o presente, mas é a realidade em que nos encontramos. A rotina de planejamento começa desde criança, juntamente com o planejamento vem a cobrança. Cobrança em ser o número um na primeira tentativa, cobrança em ter o melhor emprego com 18 anos, casar com 20, ter filhos aos 25 e ter a casa própria aos 30. Tem sempre uma voz ditando como deve ser feito e o tempo que deve ser feito. Então corremos contra o tempo, o hoje deixa de ter importância, você está em modo de espera 5 dias por semana, aguardando o fim de semana para despertar. É uma visão muito triste da vida. Se você parar para analisar os 365 dias do ano, só vivemos 104 dias. O que estamos fazendo com os outros 261 dias? Deixando a vida levar? Se  realmente só vivemos nos finais de semana, há algo que estamos deixando passar despercebido. Você realmente ama com o que trabalha? Você se sente tão ultrapassado que espera o fim de semana para extravasar? Faz muitas comparações que te deixam desgastado?

A expectativa de crescer emocionalmente, financeiramente e intelectualmente pressiona e aprisiona, nos sufoca tanto, que quando reparamos o dia da formatura já foi e você não aproveitou, o celular que tanto queria você comprou e já cansou dele, o emprego que esperou por tanto tempo já não faz mais seus olhos brilharem.

Almejar algo melhor do que se tem é aguardar vivendo e não desligado até o dia chegar.
Viver no automático é esquecer da importância do amadurecimento, se tudo que acontece não te interessa, você perderá aprendizados e alegrias. Vivenciar momentos ruins e momentos felizes, é avançar no amadurecimento. Amadurecimento suficiente para que a ansiedade não atrapalhe seus projetos, para que sejam concluídos com sucesso e qualidade. Não há problema em planejar, só não deve deixar que a expectativa do futuro interfira no desenvolvimento do presente.

"Procure viver bem o dia de hoje. Aquele que vive bem o tempo presente, estará a cada dia, abrindo as portas da felicidade para o seu amanhã. O hoje bem vivido é a pedra firme e sólida que fará a construção  do seu futuro com firmes alicerces." Gláucia Silva da Costa.

Como saber que estou no modo automático?
Quando a mente já não está mais consciente durante o processo da execução, as coisas começam a sair fora do controle. O emocional se perde e quando há desafios não consegue distinguir as emoções sentidas e o fluxo de informações transformam a mente em confusão.
Quando não consegue mais saborear a comida, quando não há mais curiosidade para novidades, quando a rotina já está decorada de cor e salteado e parece que tudo à sua volta está parado no tempo. São sinais que não podem passar despercebidos, sinais que alertam o seu modo automático, que você só está vivendo pensando no amanhã e deixando de lado o presente. E quando isso começa a acontecer o seu rendimento despenca. O esquecimento para atividades simples, compromissos diferentes da sua rotina quebra esse ciclo e então a ansiedade aparece, afinal saiu da sua zona de conforto. Em um determinado momento você não vai conseguir se desligar e perderá o controle de como direcionar sentimentos e ações, perdendo oportunidades e até o que já foi conquistado. O distanciamento, mesmo que pareça mais atraente aos olhos, levanta questionamentos sobre a eficiência e confiabilidade. Como ser o ombro amigo de alguém se você não se permite sair do modo automático?

Como se aproximar do seu superior para que ele conheça suas habilidades se você não consegue confrontar a sua zona de conforto? Como aceitar novas oportunidades e se terá que adaptar-se a uma nova rotina? Todas essas questões só põe à prova que não somente a sua saúde emocional será prejudicada, não somente o seu ambiente familiar será estremecido, mas o seu vínculo empregatício também. Precisamos de pessoas conectadas, precisamos de vínculo, olho no olho e não alguém que só vive o imaginário enquanto ele não se torna realidade.

Se percebeu que seus caminhos estão direcionados apenas no amanhã, se a sua preocupação em ser o melhor te impede de viver o hoje é necessário parar e olhar para a sua caminhada. É necessário se esforçar para voltar a experimentar o que há no hoje.

O hoje que define o seu amanhã e se antes do amanhã chegar, é responsabilidade suas agir e tomar decisões que te ajudem a alcançar o seu objetivo, entretanto se não sair do modo automático estará brincando com a sorte e poderá se perder do seu objetivo.

O que fazer para sair do modo automático?
Acima de tudo, esqueça as cobranças de terceiros para a sua vida. Se a sua tia acha que já passou da hora de você casar, se o fulano acha que você deveria se formar em outra área, se a fulana acha que você não vai conseguir realizar os seus sonhos, nada dessas opiniões e achismos não te pertence, você precisa acreditar no seu alvo e em quem você é. As suas escolhas, o tempo que você levará para realizar algo na sua vida, tudo depende de você e não importa se acontecerá hoje ou amanhã. A pressão de ser o mais rápido possível atrapalha a aproveitar o bom da vida. A vida não é só trabalhar e voltar para casa. A vida não é só agradar os outros. Se desprende? Agora é a hora de voltar a concentrar-se no hoje, acordar e perceber que o que faz hoje influencia o futuro, por isso o hoje é mais importante do que o amanhã. Comece a reconhecer a importância dos sentidos sensoriais, descubra coisas novas, pesquise, aprofunde-se, questione-se e permita-se conhecer e ser conhecido. Permita-se ser prestigiado, o distanciamento não pode mais fazer parte da sua rotina. As pessoas a sua volta precisam de você presente, VOCÊ precisa de você consciente. O amanhã pode não chegar, então que no hoje você possa dar o seu melhor. Mude pequenos atos, comece devagar, mudanças bruscas causam estranhamento e é mais difícil de continuar nesse processo. Dê tempo ao tempo, você não precisa ter carro, moto, casa, emprego pra ontem, a vida é como subir uma escadaria, se você só pensar no último degrau, não levantará a perna para subir no primeiro degrau. Um passo de cada vez e se casar hoje, pare, respire mas não se desligue novamente. Continue conectado, continue presente, continue consciente para que as suas ações sejam completas e eficientes te ajudando no futuro.

"Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto o hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver." - Dalai Lama.

Últimas