Por que temos poucos líderes?

Pexels

Muito se fala sobre a importância da liderança nos últimos tempos, as pessoas estão cada vez mais focadas nesses cargos e deixam de lado as principais características de um líder, tornando a equipe operacional mais fraca e desmotivada a buscar resultados. Vemos muitas pessoas que assumem cargo de liderança apenas pelo status que a nomenclatura traz, mas se esquecem de verificar se eles estão preparados para isso ou até mesmo para buscar essa qualificação.

Há diferenças entre ser um líder e ter o cargo de líder. Atualmente os dois são confundidos e isso não pode acontecer afinal uma boa liderança gera nas equipes o foco nas qualidades individuais e aperfeiçoamento dos defeitos, de modo que sejam minimizados para o ganho da empresa.

Ter o cargo de líder não significa nada se a principal motivação é obter benefícios próprios. Pensar apenas em si não é característica de um líder!

"Um líder se torna um tirano quando sua liderança e seus objetivos não são mais para o bem de todos, mas para a sua própria glória". Rener Brito.

Com a falha da liderança não haverá confiança nas decisões e delegações feitas, desta forma não será visto pelo grupo como uma referência, acarretando em conflitos, falhas na comunicação, atrasos nas entregas dos serviços e acomodação dos funcionários com a situação que a empresa se encontra.

Infelizmente com a má gestão, a multiplicação de líderes não acontece e é por isso que há poucos no mercado. As pessoas não têm em quem se espelhar para serem melhores e nem conseguem desenvolver as habilidades de um líder, só visualizam um chefe que não ajuda a equipe, os sobrecarrega e não se responsabiliza pelas delegações, prejudicando assim o futuro do negócio.

Visualize a seguinte situação:

Mariazinha tem o cargo de líder no setor de atendimento, o funcionário Pedrinho chega com a reclamação de uma cliente. Ao invés dela se prontificar a encontrar uma solução juntos para o problema relatado, a mesma responsabiliza o Pedrinho, que segue sem solucionar a situação e perde a confiança nas decisões da Mariazinha.

Se a Mariazinha pensasse no bem comum da equipe, a cliente sairia satisfeita com o atendimento, o problema seria resolvido e Pedrinho a veria como alguém que possa contar.

Agora veja uma situação diferente, como um líder se comporta com a sua equipe.

Joãozinho é líder do setor de TI, um computador quebrou atrasando o serviço do grupo. Pensando na melhoria dos funcionários ele prontamente avisa seu superior e procura por algum computador parado na empresa, assim o grupo consegue continuar o trabalho.

Um líder por seu protagonismo atraí confiança e emprenho dos outros membros, se comunica para que todos participem das escolhas feitas e ao invés de se estressar, trabalha a inteligência emocional, não fazendo tempestade em um copo de água.

“As espécies que sobrevivem não são as mais fortes, nem as mais inteligentes, mas sim aquelas que se adaptam melhor ás mudanças.” Charles Darwin.

Com as cobranças do dia a dia as pessoas vivem estressadas e descontando nos outros as suas frustrações, desanimando e feriando sonhos. Aí é que está o perigo, sem inspirações não há sonhos, sem sonhos não há dedicação. Os frutos de uma má liderança são lideres não desenvolvidos, onde no primeiro desafio acabam desistindo ou fugindo das suas responsabilidades, deixando na mão todos que necessitam de apoio.

Assumir um cargo de liderança exige muita responsabilidade, conhecimento e um senso de intuição bem apurada, além é claro de entender e gostar de lidar com gente.

Qual a diferença entre um mau líder e um líder?

Maus líderes trazem consigo defeitos que sobrepõem às qualidades existentes neles. É perigoso não apresentar constantes melhorias, o reflexo que produz nos outros é a causa de termos poucos líderes competentes.

Orgulhosos, sempre certos e com atitudes de chefões. Esses líderes faltam com a integridade e confiabilidade, sendo incapazes de gerenciar pessoas e capacitá-las para trabalharem juntas. Duros, desafeiçoados e indispostos a ouvir críticas, passando por cima de tudo e todos. Cegos por olharem para os outros, mas nunca para si. A auto avaliação é essencial para nos lembrar de que erramos e precisamos estar em constante evolução.

Um líder vê sua equipe como o alvo para alcançar metas e objetivos, não os deixa para traz, ouve e conversa sobre novas soluções e oportunidades de mudanças. Sabe se expressar de forma clara e coerente, onde ninguém se sinta desprezado ou inferior a ele. Exercita a empatia, planeja e delega tarefas, sabe dar e receber feedbacks. Tem visão do futuro para se antecipar a problemas e propor soluções. Instrui-se para que sempre consiga lidar com diferentes mudanças.

Se há tantos cursos de liderança por que há poucos líderes?

Mesmo com tantos cursos, a maior arma para desestabilizar alguém é o exemplo deixado. Se a pessoa que ocupa o cargo de líder não gostar do que faz e só reclamar de tudo, todos da empresa terão a visão de que é horrível ser líder. Se a equipe tem uma má liderança não querem seguir o mesmo caminho.

Precisamos entender que bons líderes geram bons líderes. Não é que há poucos líderes, na teoria qualquer um pode liderar, na prática é diferente, pessoas despreparadas germinam frutos ruins, aumentando a quantidade de pessoas despreparadas nesses cargos, restando poucos líderes competentes no mercado. Como diz o velho ditado "uma maça podre no meio de maças boas, apodrecerá todas em volta". Ou seja, há poucos líderes por causa das maças podres que tiram a visibilidade do que é realmente certo.

Como me preparar para ser um bom líder?

Estude, se auto avalie e lembre-se sempre da sua equipe, ela é a sua base para o crescimento da empresa e de todos que fazem parte dessa estrutura. Coloque a mão na massa com o seu grupo, não seja o mandão da situação, troque o "faça" pelo "vamos fazer". Sua equipe precisa de alguém que apoie, ouça e coopere para avançar. Não fique de braços cruzados dizendo "não" para tudo, onde só você tem razão. Seja alguém que você gostaria de ter como líder. Nos colocarmos no lugar do outro é a precaução diária para não esquecermos de sermos humildes e sábios. Se os funcionários estão bem você está bem e se eles não estão centrados, você será o guia deles, o tempero que falta na comida para dar vida ao prato. Conheça os funcionários, ser líder está relacionado com o desenvolvimento de competências e atenção para conduzir a sua equipe, de forma que os resultados sejam alcançados.

"Seja um incentivador de pessoas, O mundo já tem críticos demais". Ricardo Jordão Magalhães.

Últimas