Você sabe o que é Inteligência Financeira?

A inteligência financeira é essencial em qualquer área da vida e, ao contrário do que muitos pensam, não é “coisa de quem tem dinheiro na conta”. Muito se fala sobre esse assunto, mas qual é o verdadeiro significado de inteligência financeira?

Inteligência financeira engloba um conjunto de habilidades que nos levam a administrar nossas finanças de forma responsável, equilibrada e sensata, para que  seja possível custear o presente e, ainda assim, poupar para o futuro.

Todos são capazes de ter inteligência financeira, não importa qual é a sua renda ou sua profissão. Na vida pessoal, essa qualidade te ajuda a controlar seus gastos, administrar sua casa e seus ganhos e se organizar para atingir seus objetivos, sejam eles materiais ou imateriais.

No mundo dos negócios, desenvolver inteligência financeira é imprescindível para o sucesso de qualquer empreendedor. No início de um empreendimento, pode parecer simples e possível dar conta de tudo sem precisar se dedicar muito. Porém, conforme o negócio evolui, surgem burocracias e outras complexidades que exigem mais atenção e uma mentalidade financeira bem desenvolvida para manter a saúde do seu negócio.

Pilares da inteligência financeira empresarial
● Entender os conceitos básicos de gestão financeira (fluxo de caixa, capital de giro, poupança, investimentos);
● Conhecer o mercado financeiro e os seus produtos;
● Fazer um planejamento e ter disciplina e organização para segui-lo;
● Definir e separar objetivos financeiros pessoais de objetivos financeiros empresariais;
● Ter visão para estabelecer metas financeiras inteligentes;
● Compreender e administrar impostos e todos os processos financeiros da empresa.

Planejamento financeiro
O planejamento financeiro é o ponto de partida para o sucesso de um negócio. Os dados de uma pesquisa do SEBRAE revelam que mais de 70% das micro e pequenas empresas do Brasil fecham as portas nos primeiros cinco anos de atuação no mercado devido à falta de planejamento.

Você não quer entrar para essa estatística, não é?

Então, é importante dar atenção à etapa de planejamento financeiro, entender a situação atual do seu negócio, estabelecer metas e, em seguida, estratégias para alcançá-las.

Acompanhe o passo a passo para se planejar financeiramente:

Entenda a situação atual do seu negócio
Para começar o seu planejamento, é necessário analisar e entender a situação em que o seu negócio se encontra. Você está começando? Já começou, mas está com problemas financeiros? Tudo está indo bem, mas você quer encontrar um jeito de lucrar ainda mais?

Faça a si mesmo algumas perguntas como:

● Quanto estou investindo?
● Qual é o meu lucro atual? Qual é o retorno que eu quero conseguir?
● Quais são os meus gastos fixos e essenciais?
● Tenho dívidas? A quem estou devendo? É possível negociar? 
● Tenho recursos para criar uma reserva de emergência?
● Tenho funcionários para pagar?

Separe suas finanças pessoais das finanças empresariais
Uma das principais coisas que podem atrapalhar a gestão financeira é a atitude de misturar contas pessoais e contas da empresa. Isso, com certeza, causará confusão em algum momento e atrapalhará o seu plano de negócios. É preciso ter contas bancárias separadas e planejamentos financeiros diferentes para cada um. Assim, será possível monitorar os gastos e entradas de forma mais clara e eficiente.

Estabeleça metas e crie um plano de ação
Qual é o principal objetivo do seu negócio para os próximos meses? Suas metas podem ser de, aumentar o faturamento, contratar novos funcionários, aumentar a cartela de produtos e serviços oferecidos, abrir uma nova filial, entre muitos outros.

Quanto mais detalhadas forem as suas metas, mais fácil será criar um bom plano de ação para alcançá-las. Se tiver sócios e/ou funcionários, é importante compartilhar as metas e objetivos com todos.

O plano de ação contém todas as atitudes que serão tomadas dentro da sua empresa, desde a divisão de tarefas entre a equipe até os investimentos que serão feitos.

Acompanhe os resultados
Com todas as metas e ações estabelecidas, é preciso acompanhar os resultados do seu planejamento financeiro. Algum produto vendeu mais? Seu plano não rendeu como esperado? Onde será preciso investir mais e o que está te dando mais lucro?

Mesmo que o seu negócio esteja em uma fase sem muita movimentação financeira, é fundamental analisar os resultados financeiros das suas ações.

Inteligência financeira também é controle de gastos
Quando se está à frente de um empreendimento, pode acontecer de se ocupar muito com outros processos e esquecer do básico: controlar o dinheiro.

Sim, é necessário registrar tudo que entra e tudo que sai do seu caixa, mesmo que pareça um valor irrelevante. Nada de deixar para o fim do dia ou para registrar tudo de uma vez no fim de semana, porque alguns números e notas fiscais podem acabar se perdendo ou sendo esquecidos.

Esse controle de fluxo de caixa permite que o empreendedor sempre visualize bem todas as despesas e ganhos do negócio e até oportunidades de investimento e crescimento.

Não se esqueça de que é importante poupar e ter uma reserva de emergência para possíveis imprevistos. Afinal, o mercado pode ser muito instável e mudar a qualquer momento.

Como se educar para desenvolver sua inteligência financeira?
Tenha visão
Empreendedores de sucesso sabem exatamente onde querem chegar antes mesmo de começar seu negócio. Antes de tudo, é preciso saber o que você quer conquistar. Afinal, todas as suas atitudes financeiras estarão voltadas para esse objetivo.

Disciplina
Praticar o foco e a disciplina é o que vai te ajudar a controlar impulsos financeiros, entender quais gastos são realmente necessários e permanecer no caminho do seu planejamento mesmo nos momentos de crise econômica.

Tenha a tecnologia como aliada
Independente, do tamanho do seu negócio, lidar com todos esses processos da gestão financeira pode ser muito burocrático e, por vezes, até cansativo. Além disso, quando todos os registros financeiros são feitos manualmente e por apenas uma pessoa, ficam mais suscetíveis ao erro.

Existem diversos softwares e ferramentas de controle de finanças que podem facilitar esse trabalho na sua empresa e, assim, otimizar o seu tempo e o dos seus funcionários. Dessa forma, você terá mais tempo e tranquilidade para dar atenção a outras áreas do seu negócio.

Trabalhe também sua inteligência emocional
A inteligência emocional não está ligada apenas à forma de lidar com as próprias emoções e relacionamentos interpessoais. Essa habilidade também caminha lado a lado com a inteligência financeira.

Isso acontece porque as pessoas com inteligência emocional bem desenvolvida são mais equilibradas, o que reflete também no campo financeiro. Essa associação garante que o empreendedor tenha uma relação mais saudável com as finanças, saiba agir com racionalidade, evite gastos impulsivos, desenvolva um planejamento financeiro realista e o administre melhor.

Quanto mais rápido você começar a aplicar a inteligência financeira tanto na sua vida pessoal quanto no seu empreendimento, mais perto do sucesso você estará.

A gestão financeira empresarial é um processo que evolui junto com o seu negócio e, aos poucos, se torna um processo simples e cada vez mais eficiente.

E então, você está pronto para começar hoje a desenvolver a inteligência financeira no seu negócio e se tornar um empreendedor de sucesso?

Últimas