Luiz Fara Monteiro Aviação só se recupera da pandemia em 2024, diz Embraer

Aviação só se recupera da pandemia em 2024, diz Embraer

Nas perspectivas de mercado para 20 anos, fabricante vê demanda global de 10.900 aeronaves (US$ 650 bi) nos próximos 20 anos

Demanda global de 10.900 aeronaves nos próximos 20 anos

Demanda global de 10.900 aeronaves nos próximos 20 anos

Divulgação

O relatório foi apresentado em uma coletiva de imprensa durante o Dubai Air Show nesta segunda-feira (15).

A Embraer publicou suas Perspectivas de Mercado para entregas de aeronaves comerciais até 2040. 

A Perspectiva de Mercado (Market Outlook) identifica tendências que influenciarão a demanda por viagens aéreas e entregas de novos aviões a jato e turboélice de até 150 assentos nas próximas duas décadas. Os resultados são fornecidos para sete regiões do mundo.

Os efeitos da pandemia global impactaram a recuperação do tráfego global, medido em receita por passageiro por quilômetro (RPK, na sigla em inglês), que de acordo com a previsão da Embraer deverá crescer 3,3% ao ano até 2040. O volume mundial de RPKs de 2019 deverá retornar em 2024.

Três tendências principais estão definindo a demanda futura por viagens e aeronaves:

(i) Meio ambiente - as companhias aéreas irão adquirir frotas com maior eficiência de combustível
(ii) Digitalização - avanços na tecnologia, incluindo home office e videoconferência
(iii) Regionalização – relocalização para concentrar a produção e minimizar a interrupção da cadeia de fornecimento

Destaques da Perspectiva de Mercado Comercial para 20 Anos

Demanda global por novas aeronaves de até 150 assentos   10.900 unidades
  8.640  jatos
  2.260  turboélices

Valor de mercado de todas as novas aeronaves  US$ 650 bilhões

Taxa anual de crescimento regional RPK – ranking    4.2% Ásia-Pacífico (incluindo a China)
  4.2% América Latina
  3.8% África
  3.6% Oriente Médio
  3.5% CIS
  2.3% Europa
  2.0% América do Norte

Participação de RPK até o final da década (2029) 41% Ásia-Pacífico
36% Europa + América do Norte

Entregas de jatos (8.640) – ranking por região  2,710 América do Norte (31.4%)
2,160 Ásia-Pacífico (25.0%)
1,770 Europa (20.5%)
760 América Latina (8.8%)
640 CIS (7.4%)
320 Oriente Médio (3.7%)
280 África (3.2%) 

Entregas de turboélices (2.260) – ranking por região  900 Ásia-Pacífico (39.8%)
430 Europa (19.0%)
430 América do Norte (19.0%)
180 África (8.0%)
180 América Latina (8.0%)
100 CIS (4.4%)
40 Oriente Médio  (1.8%) 

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

Últimas