Luiz Fara Monteiro Avião da Iberia colide com pássaro segundos antes do pouso em Madri

Avião da Iberia colide com pássaro segundos antes do pouso em Madri

Incidente conhecido como bird strike envolveu A350 procedente de Bogotá. Aeronave pousou em segurança

As colisões entre pássaros e aviões — chamadas de bird strikes — continuam sendo uma das principais preocupações das autoridades aeronáuticas e companhias aéreas.

Um Airbus A350-900 da Iberia, de matrícula EC-NDR, foi o mais novo envolvido nesse tipo de incidente. A aeronave cumpria o voo IB-6586, na rota de Bogotá (Colômbia) a Madri (Espanha), e se encontrava na aproximação final da pista 32L, a cerca de 1.000 pés (304 metros), quando o pássaro se chocou com o nariz do avião.

A aeronave seguiu em direção à pista, onde pousou em segurança cerca de 90 segundos após o impacto. O nariz do avião ficou bastante danificado, com a ave ainda presa na fuselagem, como pode ser visto na fotografia e no vídeo registrados por funcionários do aeroporto.  

Segundo o site AvHerald, o avião continuava no pátio pelo menos quatro horas após o pouso. 

Um dos fatores que provocam as colisões com pássaros é o crescimento populacional, com o avanço da área urbana sobre regiões de bosques e matas. Os bird strikes provocam perdas de milhões de dólares para companhias aéreas e aeroportos todo ano. Esse tipo de incidente causa problemas de funcionamento em aeronaves e, consequentemente, atrasos ou cancelamentos de voo. De acordo com relatórios, a maioria das colisões com pássaros ocorre abaixo de 100 pés (30 metros), nas proximidades do aeroporto.

A350-900 da Iberia após o 'bird strike' em Madri

A350-900 da Iberia após o 'bird strike' em Madri

Controladores Aéreos

Últimas