Luiz Fara Monteiro Comissária é hospitalizada após agressão a bordo

Comissária é hospitalizada após agressão a bordo

Funcionária da Southwest foi agredida com um soco na cabeça durante discussão com passageira

Em nota, companhia declarou apoio à comissária agredida

Em nota, companhia declarou apoio à comissária agredida

Miguel Ángel Sanz - Unsplash

A agressão ocorreu no fim de semana a bordo de uma aeronave que cumpriria a rota entre Dallas e Nova Iorque, quando uma comissária de bordo da Southwest se tornou a última vítima de um passageiro indisciplinado.

A profissional teria sido atacada durante o embarque.

A agressora foi identificada como Arielle Jean Jackson, 32. Ela foi presa na tarde de sábado e acusada de agressão depois de ter supostamente "atingido a comissária de bordo com um soco na cabeça".

A polícia de Dallas informou que a suposta agressora e a funcionária da Southwest se envolveram em uma discussão que se tornou agressão física.

A comissária de bordo foi levada a um hospital próximo em condições estáveis.

A Southwest confirmou ao DailyMail.com que a funcionária foi liberada na noite de sábado e se recupera em casa.

A companhia lhe desejou uma "recuperação rápida e total" e disse que ela está em seus pensamentos e orações. 

Os policiais foram chamados ao aeroporto de Dallas Lovefield por volta das 12h40, depois que Jackson supostamente agrediu verbal e fisicamente os funcionários da Southwest. Ainda segundo os agentes, o incidente ocorreu enquanto Jackson embarcava em um voo para a cidade de Nova York. Assim que entrou no avião, ela seguiu para a parte de trás da aeronave, onde se iniciou a discussão com uma comissária de bordo, que lhe ordenou que se retirasse. O motivo da discussão não ficou claro.

Quando a mulher estava saindo do avião, houve uma nova discussão com outra comissária, que teria levado um soco na cabeça, segundo os policiais.

Jackson foi presa e levada para a cadeia do condado de Dallas. Ela responderá por agressão.

A investigação sobre o incidente continua em andamento e a Southwest está cooperando com a polícia.

"A Southwest Airlines mantém uma política de tolerância zero em relação a qualquer tipo de assédio ou agressão e apoia totalmente nossos funcionários enquanto cooperamos com as autoridades locais em relação a este incidente inaceitável", disse a companhia em um comunicado no domingo.

"Toda a nossa Família Southwest está desejando [à comissária de bordo] uma recuperação rápida e completa ao enviarmos nossos pensamentos, orações e amor a ela."

O incidente ocorre no instante em que um piloto da Southwest enfrenta possíveis acusações criminais após supostamente ter brigado fisicamente com um comissário em um hotel da Califórnia.

Últimas