Luiz Fara Monteiro EUA e ANAC fazem parceria de treinamento para segurança aeroportuária no Brasil  

EUA e ANAC fazem parceria de treinamento para segurança aeroportuária no Brasil  

Kits de testes de detecção de itens proibidos foram doados à ANAC como etapa inicial do programa

A Agência de Segurança de Transportes dos Estados Unidos (TSA), um componente do Departamento de Segurança Interna dos EUA, em parceria com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) assinaram hoje, 29 de março, uma carta de entendimento para oferecer treinamento para segurança aeroportuária no Brasil. O programa apoia o novo regulamento da ANAC para implementar um programa robusto de testes de detecção de itens proibidos e atende às normas da Organização de Aviação Civil Internacional (ICAO). A assinatura da carta ocorreu em Brasília e contou com a presença da adida do TSA no Brasil, Tere Franceschi, e do diretor-presidente da ANAC, Juliano Noman.

O programa de treinamento, preparado para o setor de segurança da aviação civil brasileira, trará especialistas da TSA para o país e aumentará o treinamento de agentes de diferentes setores da aviação. Além disso, para a realização desses treinamentos e futuros testes realizados pela ANAC e pela Polícia Federal em aeroportos brasileiros, a TSA doou kits de testes de detecção de itens proibidos, que consistem em simulacros de ameaças mais prevalecentes à aviação civil comercial.

“A parceria em segurança é prioridade em nossa agenda bilateral com o Brasil. A troca de experiência, nesse e em vários outros campos, fortalece ainda mais nossa parceria e garante a proteção de nossos viajantes,” destacou a adida da TSA, Tere Franceschi.

A intenção do programa é expandir a boa relação e parceria com a ANAC e a Polícia Federal, aumentar a qualidade da segurança a nível nacional e global e garantir que os aeroportos internacionais sejam capazes de mitigar atos de interferência ilegal.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas