Luiz Fara Monteiro Helicóptero da FAB resgata tripulante com fraturas em alto-mar

Helicóptero da FAB resgata tripulante com fraturas em alto-mar

Homem estava a bordo de navio a 70 quilômetros do Recife. Resgate foi filmado

Tripulante de navio é resgatado pela FAB

Tripulante de navio é resgatado pela FAB

1º/8º GAV

O tripulante estava a bordo do navio mercante Kinesis, com destino aos Estados Unidos, distante 40 milhas náuticas (aproximadamente 75 quilômetros) do Recife (PE). O homem necessitava de socorro, depois de ter sofrido um acidente que lhe ocasionara fraturas nos membros inferiores.

Um helicóptero H-36 Caracal do Primeiro Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (1º/8º GAV) – Esquadrão Falcão, sediado na Base Aérea de Natal (Bant), em Parnamirim (RN), decolou para cumprir uma missão de resgate. A equipe foi acionada por meio do Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico (Salvaero) do Recife, responsável por missões de busca e salvamento na região Nordeste. 

A equipe efetuou o resgate do marinheiro na quinta-feira (4). A decolagem da Bant ocorreu às 9h12 (horário de Brasília), quando o helicóptero foi deslocado até o ponto indicado da embarcação. A missão foi concluída com o pouso na Base Aérea do Recife (Barf), às 11h17.

Ao chegar ao local, a aeronave realizou voo pairado, e o paciente foi içado pela equipe SAR (sigla que se origina do inglês Search and Rescue, que significa "Busca e Salvamento"), com o uso de maca. Já no interior da aeronave, o tripulante recebeu os primeiros atendimentos da equipe de saúde. O sucesso das operações de resgate está atrelado à pronta resposta do esquadrão a partir do acionamento para a missão. “O tempo em cena foi bastante curto devido à sinergia e ao preparo de cada militar do esquadrão”, afirmou o comandante da aeronave do 1º/8º GAV, capitão-aviador Andrey Araújo Moulin.

Primeiro Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação

Primeiro Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação

1º/8º GAV

O operador de equipamentos do Esquadrão Falcão, capitão de armamento Jailson da Silva Neves, falou sobre a satisfação de fazer a ação. “É uma grande satisfação saber que o nosso esquadrão tem a capacidade de atender com profissionalismo aos anseios da sociedade brasileira”, destacou.

Atuando em seu primeiro resgate, como segundo piloto, o tenente-aviador Rodrigo Luiz Rigo Moutinho realizou um sonho. “Hoje tenho a certeza de que fiz a escolha certa, ajudar ao próximo, dando a ele o fôlego de vida e a chance de viver mais um dia. É muito gratificante. Sinto-me privilegiado por fazer parte desse seleto grupo dos que fazem do seu trabalho a vida dos outros”, finalizou.

De acordo com informações da FAB, após o salvamento, o paciente foi entregue à equipe em solo que o aguardava em uma ambulância do Samu, coordenado pela Marinha do Brasil, e em seguida foi encaminhado ao Hospital Esperança, no Recife, para atendimento especializado.

Veja o vídeo do momento do resgate:

Últimas