Luiz Fara Monteiro Kenya Airways usará "carro voador" da Embraer a partir de 2025

Kenya Airways usará "carro voador" da Embraer a partir de 2025

Veículo elétrico de decolagem e pouso verticais - sob a sigla eVTOL - tem hélices movidas por motor elétrico. Contrato estabelece rede de mobilidade e os procedimentos necessários para a Kenya Airlines

Kenya Airways: contrato para operar o carro voador

Kenya Airways: contrato para operar o carro voador

Alf van Beem - Wikimedia Commons

A Kenya Airways pilotará veículos elétricos que decolam e pousam verticalmente para vencer o tráfego a partir de 2025 como parte da diversificação da companhia aérea por meio de sua nova subsidiária Fahari Aviation.

A aeronave elétrica de decolagem e aterrissagem vertical (eVTOL)  é uma nova tecnologia que usa eletricidade para pairar, decolar e pousar verticalmente, facilitando a movimentação dentro das cidades, evitando engarrafamentos. A tecnologia é da Eve Urban Air Mobility Solutions, empresa da Embraer (Reveja abaixo o vídeo da Eve sobre a produção do carro elétrico, também chamado de "carro voador").

O CEO da companhia aérea, Allan Kilavuka, disse ao Business Daily que os testes começarão em 2025 como parte da estratégia de adotar novas tecnologias como estratégia de crescimento.

A transportadora nacional lançou a subsidiária Fahari, visando novas formas de receitas por meio de curso de capacitação para interessados ​​em operar drones para vigilância e apoio agrícola.

“Estamos trabalhando em um futuro, 2025 em diante, para ver como podemos apoiar a mobilidade urbana”, disse Kilavuka.

A aeronave elétrica está surgindo como a solução para navegar no transporte urbano movimentado e atraiu companhias aéreas globais na corrida para garantir novos fluxos de receita.

Muitos conceitos de aeronaves estão sendo mobilizados para serviços de táxi urbano, entrega de encomendas, assistência médica e recreação com uso militar mínimo.

A Vertical Aerospace anunciou pré-encomendas de 1.000 aeronaves em junho de 2021, incluindo da American Airlines, Virgin Atlantic e do arrendador de aviões, Avalon Holdings.

A Eve Urban Air Mobility Solutions, da Embraer, assinou contratos com 17 empresas para 1.735 pedidos de suas aeronaves, avaliados em US$ 5 bilhões em janeiro de 2022.

A Eve também assinou um acordo com a Kenya Airways para desenvolver modelos operacionais para mobilidade aérea urbana por meio da Fahari Aviation.

Sob o acordo, a Eve trabalhará com Fahari para estabelecer sua rede de mobilidade e os procedimentos necessários de gerenciamento de tráfego aéreo urbano e ambiente operacional.

Enquanto isso, Fahari apoiará o processo de desenvolvimento de aeronaves e produtos da Eve, que ajudará a orientar a integração das operações gerais da Kenya Airways.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas