Minha Aposentadoria

O que é que eu faço Sophia Comecei a receber aposentadoria em 2021; devo fazer prova de vida?

Comecei a receber aposentadoria em 2021; devo fazer prova de vida?

Internauta começou a receber o benefício em março deste ano e está na dúvida se corre o risco de perder o pagamento

Quem não faz a prova de vida corre risco de ter o pagamento do benefício bloqueado

Quem não faz a prova de vida corre risco de ter o pagamento do benefício bloqueado

Pedro França/Agência Senado - 10.01.2013

Sophia, comecei a receber aposentadoria em março deste ano e estou na dúvida se preciso fazer prova de vida. Se não fizer, já corro o risco de ficar sem o pagamento do INSS?

Pergunta da internauta Deborah

Resposta: Não precisa.

Segundo o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), a prova de vida só precisa ser feita um ano a partir do primeiro pagamento do benefício. Depois disso, a prova de vida deve ser feita a cada 12 meses.

A prova de vida voltou a ser obrigatória desde o dia 1º de junho para aposentados e pensionistas do INSS. Alguns segurados e pensionistas que cadastraram a biometria para CNH (Carteira Nacional de Habilitação) ou título de eleitor poderão fazer a confirmação de forma digital diretamente de casa.

Eles foram selecionados pelo INSS para participar do projeto piloto de prova de vida digital pelo aplicativo gov.br. Alguns bancos também permitem o reconhecimento remoto em seus aplicativos.

Clique em cima das imagens a seguir e veja como fazer a prova de vida do INSS:

Quem está obrigado a fazer a prova de vida?

O procedimento é obrigatório para todos que recebem seus pagamentos por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético.

Por que a prova de vida é obrigatória?

O objetivo é evitar fraudes e pagamento de benefícios indevidos.

O que acontece com quem não faz a prova de vida?

Quem não faz a prova de vida pode ter o benefício bloqueado.

____________________

Tem alguma dúvida sobre economia, dinheiro, direitos e tudo mais que mexe com o seu bolso? Envie suas perguntas para “O que é que eu faço, Sophia?” pelo e-mail sophiacamargo@r7.com

Últimas