Minha aposentadoria
O que é que eu faço Sophia INSS: Como fazer a Prova de Vida de aposentado doente?

INSS: Como fazer a Prova de Vida de aposentado doente?

Aposentados e pensionistas têm até esta quarta-feira (28) para provar que estão vivos. Quem não fizer poderá ter o pagamento do benefício interrompido

Procurador pode substituir idoso doente, veja como

Procurador pode substituir idoso doente, veja como

Pexels

Pergunta da internauta Débora

Minha mãe está doente, internada no hospital. Como faço a prova de vida dela?

Resposta: Os aposentados e pensionistas do INSS têm até quarta-feira (28) para fazer a Prova de Vida no INSS.

Quem não fizer a comprovação de vida no prazo estabelecido poderá ter o pagamento do benefício interrompido.

De acordo com o INSS, se o beneficiário não puder fazer a prova de vida porque está doente, esse procedimento deverá ser realizado por um procurador cadastrado no INSS ou o representante legal (como o curador).

Nesse caso, esse procurador é quem deve comparecer a uma agência da Previdência Social levando a procuração e também o atestado médico que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa, por exemplo, além dos documentos de identificação do procurador e do beneficiário.

Como se cadastrar como procurador no INSS?

Para se cadastrar junto ao INSS, o procurador deverá comparecer a uma Agência da Previdência Social e apresentar procuração devidamente assinada ou registrada em Cartório (se o beneficiário for não alfabetizado) e o atestado médico (emitido nos últimos 30 dias) que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa ou atestado de vida emitido por autoridade consular (no caso de ausência por motivo de viagem/residência no exterior), além dos documentos de identificação do beneficiário e do procurador.

VEJA O MODELO DA PROCURAÇÃO PARA O INSS

Veja mais informações sobre como ser procurador e os documentos necessários para levar ao INSS

Fonte: INSS

Se ainda tiver mais dúvidas sobre economia, dinheiro, direitos e tudo mais que mexe com o seu bolso, envie suas perguntas para “O que é que eu faço, Sophia?” pelo e-mail sophiacamargo@r7.com

Curta no Facebook