Imposto de renda 2020

O que é que eu faço Sophia IR 2020: prazo acaba dia 30, o que acontece se não entregar?

IR 2020: prazo acaba dia 30, o que acontece se não entregar?

Além da multa para quem estava obrigado a declarar, contribuinte pode ter problemas com o CPF e pode até ter conta em banco bloqueada

Prazo da entrega foi prorrogado por conta da pandemia de covid-19

Prazo da entrega foi prorrogado por conta da pandemia de covid-19

GUILHERME DIONíZIO/ESTADÃO CONTEÚDO - 15/06/2020

O fim do prazo da entrega da declaração do Imposto de Renda 2020 termina na próxima terça-feira (30), às 23h59min59s e quem está obrigado a fazer a declaração e não entregar pode ficar no prejuízo. A data foi prorrogada em razão da pandemia de covid-19.

Segunda a Receita Federal, até às 17 horas da segunda-feira (22), 10 milhões de contribuintes ainda não haviam entregado o documento. A Receita espera a entregada de 32 milhões de declarações.

 Por que o contribuinte não deve perder o prazo?

Para começar, quem está obrigado a declarar e não o faz já precisa pagar uma multa de no mínimo R$ 165,74 e de no máximo 20% do imposto devido.

Além disso, após cerca de um ano da ausência da declaração, o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) passa a ter o status de “pendente de regularização”, o que já causa diversos transtornos para o contribuinte.

Sem crédito na praça

Na prática, o contribuinte com o CPF irregular não tem mais acesso ao crédito: não consegue mais fazer empréstimo, financiamento, comprar casa, carro.

O CPF irregular também impede de tirar passaporte, obter certidão negativa para venda ou aluguel de imóvel e até mesmo prestar concurso público.

Bloqueio da conta

Isso sem falar nos problemas para movimentar a conta no banco, que pode até mesmo ser bloqueada. Quem precisa receber pagamentos do INSS por uma conta no banco pode ficar impedido se o CPF estiver pendente de regularização, por exemplo.

Essas dificuldades podem começar até mesmo antes do CPF ficar irregular. Um exemplo: os bancos costumam pedir a declaração do IR atualizada para conceder empréstimos, pois essa é uma das maneiras de avaliar a capacidade de pagamento da pessoa. Sem esse instrumento, essa avaliação já fica prejudicada e o empréstimo pode não ser concedido.

Como regularizar o CPF

Para regularizar o CPF que está pendente de regularização é preciso fazer a declaração que ficou faltando. A Receita disponibiliza o programa para declaração dos últimos cinco anos. Desde a declaração de 2017 o próprio programa gerador grava e transmite à Receita a declaração. Mas, se precisar fazer declarações de 2016 e anteriores, lembre-se de baixar também o programa Receitanet, que transmite a declaração ao Fisco.

É importante baixar o programa correto para fazer a declaração de cada ano, pois os limites para dedução mudam.

Faça aqui o download do programa do IR 2020.

Para os programas dos anos anteriores, clique aqui.

Saiba se seu CPF está regular

É possível consultar a situação do seu CPF na página da Receita Federal.

É preciso informar o número do CPF e a data de nascimento.

Tem alguma dúvida sobre economia, dinheiro, direitos e tudo mais que mexe com o seu bolso? Envie suas perguntas para “O que é que eu faço, Sophia?” pelo e-mail sophiacamargo@r7.com.

Curta também no Facebook

Últimas