Finanças Pessoais

O que é que eu faço Sophia Paga dívidas mas não consegue poupar? Saiba mudar esse jogo

Paga dívidas mas não consegue poupar? Saiba mudar esse jogo

Dia Mundial da Poupança é comemorado neste sábado (31); aprenda maneiras simples de começar a se pagar primeiro

Aplique de forma automática todo mês

Aplique de forma automática todo mês

Pixabay

Neste sábado (31), é comemorado o Dia Mundial da Poupança. A data foi criada para incentivar as pessoas a refletirem sobre a importância de guardar dinheiro para ter segurança financeira.

Neste ano de 2020, com tantos acontecimentos negativos como pandemia de coronavírus e recorde de desemprego, ficou bastante clara a importância de ter uma reserva financeira. Nesta sexta-feira (30), o país registrou13,794 milhões de desempregados; taxa de 14,4% é a maior desde 2012.

A maioria das pessoas consegue arrumar dinheiro para pagar as contas da casa, quitar a fatura do cartão de crédito, pagar o plano de saúde, a prestação do carro ou da casa, mas não consegue separar uma parcela pequena de sua renda para começar a guardar dinheiro.

Isso acontece porque a maioria das pessoas encara dívidas e contas como uma obrigação, mas não pensa da mesma maneira com relação ao seu próprio futuro e seus investimentos.

Há pessoas que chegam ao extremo de fazer dívidas como uma maneira de "poupar", se esquecendo de que ao financiar a compra de um bem está pagando juros por isso. Se poupasse para pagar à vista, receberia os juros e ainda teria desconto na compra.

Leia mais: Jovem passa de endividada a investidora com dicas da coluna

O portal de educação financeira "Como Investir", da Anbima, traz dicas de como começar a se pagar a si mesmo e encarar os investimentos com a mesma disciplina que pagamos nossas contas. Confira os quatro passos para se pagar primeiro.

1) Defina quanto guardar por mês

O primeiro passo é determinar um valor para guardar todo mês. Como regra geral, os especialistas indicam no mínimo o equivalente a 10% de sua renda líquida mensal. Ou seja, se receber R$ 2.000 por mês após todos os descontos, você deveria poupar mensalmente R$ 200. Se ainda não é possível começar com estes 10%, poupe até menos, mas poupe sempre. O importante é começar a ter disciplina e cumprir esse compromisso todo mês.

2) Defina a data em que vai guardar

O passo seguinte é estabelecer em que dia você fará o investimento que planejou. Essa data deve ser fixa e se repetir todos os meses. De preferência, ela deve ser a mais próxima possível da data em que recebe sua maior renda. Se for um assalariado e recebe o pagamento todo dia 10, por exemplo, a sugestão é determinar que a data de fazer o investimento seja todo dia 11, por exemplo.

3) Defina o destino do dinheiro

Defina o destino da economia mensal: se vai colocar em títulos públicos, na poupança, em fundos de investimento ou outra aplicação.

Leia mais sobre como investir:

Conheça os 5 erros mais comuns cometidos por novos investidores

Mesmo com perdas, Tesouro segue mais vantajoso do que a poupança

Como investir os primeiros R$ 100 na Bolsa de Valores

4) Aplique de forma automática

A maioria dos bancos oferece a opção de programar transferências mensais e automáticas da conta corrente para CDBs, fundos de investimento e até a poupança. Algumas corretoras permitem fazer a mesma coisa com investimentos em títulos públicos no Tesouro Direto e também ações na bolsa de valores. Dessa forma, não tem como se esquecer de guardar o dinheiro.

______________________________________

Se ainda tiver mais dúvidas sobre economia, dinheiro, direitos e tudo mais que mexe com o seu bolso, envie suas perguntas para “O que é que eu faço, Sophia?” pelo e-mail sophiacamargo@r7.com

Últimas