Finanças Pessoais

O que é que eu faço Sophia Resoluções de Ano Novo: como criar (e cumprir) metas para 2021

Resoluções de Ano Novo: como criar (e cumprir) metas para 2021

Saiba evitar a sensação frustrante de ter uma longa lista de objetivos e perceber que não conseguiu realizar quase nada

É importante celebrar as conquistas

É importante celebrar as conquistas

Olya Kobruseva/Pexels

Quando chega o fim de um ano, é bastante comum que as pessoas façam um balanço de tudo o que fizeram e tracem metas e novos objetivos para realizar no novo ano que se inicia.

Nesse momento, quase sempre percebemos que as metas continuam as mesmas, ou porque não conseguimos nem mesmo começar, ou às vezes até começamos, mas paramos no meio do caminho.

Para sair desse círculo vicioso e realizar todas as resoluções de Ano-Novo, conversamos com o mentor financeiro Fábio Viana, da Consultoria Ponto C, que ensina como traçar estas metas.

1) Trace metas claras

Tenha metas e objetivos definidos

Tenha metas e objetivos definidos

Pixabay

É preciso ter metas claras e objetivos definidos:

Quero aprender algo novo: mas o que é esse algo novo?

Quero ganhar mais dinheiro:  mas quanto de dinheiro a mais você precisa?

“O cérebro é uma máquina que obedece a comandos. Preciso mensurar o que quero”, ensina Viana.  “Se começo a aprender inglês, por exemplo, qual é o nível que quero chegar no final do ano? Essa é a diferença entre o que eu quero, e o que eu realmente quero”, diz.

2) Posicione as metas no tempo

Quanto tempo demora para alcançar a meta?

Quanto tempo demora para alcançar a meta?

freepik

Se a lista de desejos incluir a compra de uma casa, de um carro, aprender uma nova língua, emagrecer vários quilos que levaram anos para se acumular, conseguir sair das dívidas e passar a investir ou fazer a viagem dos sonhos, é muito possível que esses objetivos não sejam realizáveis em um apenas ano.

O segredo para conseguir realizar seus objetivos, segundo o educador, é priorizar aquilo que é mais importante e possível de ser realizado primeiro.

“Não é para nivelar por baixo, mas para que eu consiga me motivar e me manter ativo em relação às outras metas”, diz.

3) Refaça a lista com os novos critérios

Tenha objetivos de curto, médio e longo prazos

Tenha objetivos de curto, médio e longo prazos

Micheile Henderson /Unsplash

Uma vez que as metas sejam claras e você tenha consciência de que nem tudo será realizável no prazo de um ano, faça três listas, com os objetivos adequados:

Curto prazo – objetivos que poderão ser alcançados ainda em 2021 ou no prazo de um ano
Médio prazo – objetivos que podem ser cumpridos em até 5 anos
Longo prazo – Objetivos que irão demorar mais de 10 anos para serem cumpridos

Exemplos de definição de objetivos:
Curto prazo: vou juntar 6 mil reais para fazer uma viagem de férias com a família para o Nordeste em janeiro de 2022
Médio prazo: vou juntar 24 mil reais até janeiro de 2023 para fazer uma pós-graduação
Longo prazo: quero me aposentar em 2040. Vou me programar para guardar R$ 2 milhões para esse objetivo

4) Divida os objetivos em pequenas metas realizáveis

Divida o objetivo em pequenos pedaços mensais

Divida o objetivo em pequenos pedaços mensais

Freepik

Se os valores da meta ao final do tempo parecem muito altos ou difíceis de serem obtidos, experimente dividir a meta em pequenos pedaços mensais para torná-la mais alcançável.

No caso da viagem de férias em dezembro que citamos acima como exemplo de meta de curto prazo. Vai precisar de 6 mil reais? Então divida esse valor pelo tempo que terá para acumular o dinheiro. Assim:

Janeiro/2021 a janeiro/ 2022: 1 ano = 12 meses

R$ 6.000 (valor total da viagem) dividido por 12 meses (prazo que tem para juntar o dinheiro) = O resultado é uma poupança de R$ 500 por mês só para realizar esse objetivo

5) Ajuste os objetivos

Ajuste o objetivo para que caiba no seu bolso

Ajuste o objetivo para que caiba no seu bolso

Needpix

Descobriu que não será possível economizar R$ 500 por mês para a viagem? Então ajuste novamente o objetivo: mude o destino para que ele seja mais barato e caiba na poupança que pode fazer ou mantenha o objetivo e ajuste o tempo que terá para cumprir essa meta.

6) Comemore quando conseguir realizar a meta

Comemorações não devem envolver dinheiro

Comemorações não devem envolver dinheiro

Freepik

Um erro que as pessoas cometem é não valorizar aquilo que conseguiram realizar, afirma Viana.  Ao conseguir cumprir um objetivo, faça uma comemoração. “Essa comemoração não deve envolver dinheiro, mas recompensas não financeiras. Ele dá exemplos:

-escolher um cardápio diferente para jantar,

- para quem é religioso, tirar um momento para uma oração de agradecimento

- para quem gosta de ar livre, fazer um passeio contemplativo

"É fazer algo que lhe dê prazer e que marque essa vitória”, diz Viana.

__________________________

Tem alguma dúvida sobre economia, dinheiro, direitos e tudo mais que mexe com o seu bolso? Envie suas perguntas para “O que é que eu faço, Sophia?” pelo e-mail sophiacamargo@r7.com

Últimas