O que é que eu faço Sophia Saque-aniversário: aderi e desisti; fico dois anos sem sacar FGTS?

Saque-aniversário: aderi e desisti; fico dois anos sem sacar FGTS?

Modalidade não dá direito ao saque do fundo em caso de demissão e isso é motivo de arrependimento para quem optou sem conhecer bem as regras

Prazo para voltar ao saque-rescisão é de 24 meses

Prazo para voltar ao saque-rescisão é de 24 meses

Mohamed Hassan/Pixabay

Muitos trabalhadores têm aderido ao saque-aniversário ansiosos por terem acesso a uma parte do dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) anualmente, sem se atentarem a um detalhe muito importante, ainda mais em época de pandemia e aumento do desemprego: o saque-aniversário impede o trabalhador de receber a totalidade do dinheiro do fundo em caso de demissão.

Mas não tem jeito: uma vez que o trabalhador dê seu consentimento ao saque-aniversário, não adianta se arrepender: ele terá de esperar cumprir uma carência de 24 meses.

É o que explica a Caixa Econômica Federal:

"A partir de 1º de janeiro de 2020, a opção realizada pelo sistemática de saque do FGTS tem efeito imediato. Neste caso, se o trabalhador fez opção pelo saque-aniversário e solicitar mudança para saque-rescisão, a alteração surtirá efeito no primeiro dia do 25º mês subsequente ao da solicitação."

Ou seja: se for demitido, vai passar dois anos sem acesso ao valor total depositado no fundo.

Leia mais: Tire 23 dúvidas sobre o saque-aniversário do FGTS

E o que acontece enquanto não volta o saque-rescisão?

Mas o que acontece durante esse tempo? O trabalhador vai ficar sem saque-rescisão e também sem o dinheiro do saque-aniversário?

Não. Enquanto durar a carência de 24 meses para poder voltar ao saque-rescisão, o trabalhador que fizer a opção pelo saque-aniversário poderá sacar um percentual do saldo do FGTS, acrescido de uma parcela adicional, anualmente.

Confira os porcentuais que o trabalhador poderá sacar anualmente em caso de adesão ao saque-aniversário:

Quanto mais dinheiro no fundo, menor o porcentual

Quanto mais dinheiro no fundo, menor o porcentual

Arte R7

E a multa de 40% do FGTS, perde também?

Não. Se ocorrer a rescisão do contrato de trabalho no período de vigência do saque-aniversário o trabalhador poderá sacar o valor da multa rescisória, quando devida.

Se ainda tiver mais dúvidas sobre economia, dinheiro, direitos e tudo mais que mexe com o seu bolso, envie suas perguntas para “O que é que eu faço, Sophia?” pelo e-mail sophiacamargo@r7.com

Últimas