R7 Planalto Advogado acredita na libertação do ex-presidente Lula no dia 25

Advogado acredita na libertação do ex-presidente Lula no dia 25

Cristiano Zanin acredita que Celso de Mello formará maioria e em possível reversão de votos para HC que questiona atuação de Moro

Advogado acredita na libertação de Lula no dia 25

Advogado acredita na libertação de Lula no dia 25

Advogado acredita na libertação de Lula no dia 25

Reprodução/Record TV

O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin, disse ao R7 Planalto que acredita que a segunda turma do STF (Supremo Tribunal Federal) acate o habeas corpus do ex-presidente Lula no dia 25

A expectativa do advogado é que o ministro Celso de Mello conceda o voto de maioria. Ele acompanharia os ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes em favor da libertação. Zanin conta ainda com a possível reversão de votos tanto da ministra Cármen Lúcia quanto do ministro Edson Fachin, que poderiam mudar de entendimento após os vazamentos das conversas entre Moro e Dallagnol. A segunda turma é composta pelos cinco ministros e três votos são suficientes para uma decisão. 

O que estará em jogo quando o STF julgar hoje pedido de liberdade de Lula

O pedido de liberdade do ex-presidente Lula que será julgado no dia 25 pela turma aponta a suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro. No pedido, a defesa do ex-presidente questiona a atuação de Moro no processo que resultou na condenação de Lula, do tríplex do Guarujá. O pedido foi apresentado ainda no ano passado, após Moro aceitar o convite de Bolsonaro para o ministério. 

O julgamento começou em dezembro, mas foi interrompido por um pedido de vista de Gilmar Mendes. Até aquele momento, dois votos, de Cármen Lúcia e Fachin, eram contrários à liberdade. 

Lula está preso desde abril do ano passado após ter a condenação de Moro referendada pela segunda instância. Em abril, o STJ também manteve a condenação, mas reduziu a pena.