Apagões pelo Brasil

R7 Planalto AP: empresa tem 24 horas para restabelecer 100% da energia

AP: empresa tem 24 horas para restabelecer 100% da energia

Decisão judicial impõe cumprimento da ordem para a espanhola Isolux até 10h de sexta (13). Caso contrário, aplicação de multa diária de R$ 15 milhões 

  • R7 Planalto | Daniela Matos, da Record TV, com Plínio Aguiar, do R7

Funcionários trabalham em transformador em Macapá

Funcionários trabalham em transformador em Macapá

Divulgação / MME

A multinacional espanhola Isolux, empresa que fornece energia ao Amapá, tem 24 horas para restabelecer 100% do fornecimento de energia ao Estado, que sofre com o apagão há pelo menos uma semana.

O abastecimento de energia deve estar normalizado, segundo a decisão judicial, até 10h desta sexta-feira (13). Caso contrário, aplicação de multa diária de R$ 15 milhões.

Leia mais: Polícia apreende documentos em investigação de blecaute no Amapá

A empresa Isolux também é alvo do Procon-AP (Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá), que tenta localizar a multinacional há três dias. O apagão, que começou em 3 de novembro, afetou quase 1 milhão de habitantes e pelo menos 15 cidades do Estado. 

Até o momento, o serviço não foi normalizado. O estado está às voltas com um sistema de rodízio. De acordo com a CEA, o fornecimento vem sendo feito de forma intercalada, em intervalos de seis horas, para que haja equilíbrio na distribuição de energia. Moradores de algumas regiões, no entanto, se queixam de que não chegam a ter luz em casa pelo tempo prometido.

Procurada para falar sobre o caso, a empresa informou que não comenta processo judicial. "Imediatamente após a ocorrência, a Linhas de Macapá Transmissora de Energia formou um grupo de trabalho com governo e órgãos competentes e, apesar da complexidade do equipamento que foi afetado, conseguiu restabelecer o transporte de energia para a distribuidora no último sábado, quando o atendimento chegou a 60% da carga total. Hoje (12/11), estamos próximos de 90%. Os trabalhos nos planos de contingência seguem ininterruptamente em curso para que prontamente seja restabelecida 100% da carga de forma plena e segura o quanto antes."

Últimas