R7 Planalto Assessor de Bolsonaro presta depoimento à Polícia do Senado

Assessor de Bolsonaro presta depoimento à Polícia do Senado

Filipe Martins fez gesto considerado racista e obsceno em sessão na Casa no dia 24 de março. Funcionário nega ação

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, Rodrigo Pacheco e Filipe Martins

Na imagem, Rodrigo Pacheco e Filipe Martins

Reprodução

O assessor especial para assuntos internacionais do presidente Jair Bolsonaro, Filipe Martins, presta depoimento à Polícia Legislativa do Senado Federal na tarde desta quarta-feira (7).

O funcionário fez um gesto considerado obsceno e racista em sessão do Senado no dia 24 de março. Martins nega a ação e disse que estava arrumando seu terno.

A investigação sobre Martins foi comunicada a Bolsonaro pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que criticou o episódio. O processo é similar aos casos na Polícia Civil, com possibilidade, inclusive, de indiciamento.

Martins segue no governo Bolsonaro, como revelou o blog do Nolasco. Segundo interlocutores, o presidente teria decidido manter o assessor na função, apesar das pressões do Senado.

Em nota, o advogado João Manssur, que representa Filipe Martins, esclarece que o procedimento investigativo tramita em segredo de Justiça e acredita que "não há elementos suficientes para um eventual indiciamento de seu cliente".

Últimas