R7 Planalto Associação promoverá fórum com quatro ministros no dia 17

Associação promoverá fórum com quatro ministros no dia 17

1º Fórum Nacional da Cadeia de Abastecimento deve discutir, entre outros temas, a questão da fome no país

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Fórum contará com a presença de Paulo Guedes

Fórum contará com a presença de Paulo Guedes

REUTERS/Adriano Machado-19/08/2020

A Abras (Associação Brasileira de Supermercados) realizará pela primeira vez, na quinta-feira (17), o 1º Fórum Nacional da Cadeia de Abastecimento.

O encontro contará com a participação dos ministros Paulo Guedes (Economia), Tereza Cristina (Agricultura), João Roma (Cidadania) e Ricardo Salles (Meio Ambiente).

O objetivo do fórum é discutir ações de governança corporativa, social e ambiental. Nesse contexto, a questão da fome deve se destacar entre outros temas que serão abordados, como redução do desperdício, equidade de gênero e raça, atração de investimentos e carga tributária, entre outros.

De acordo com o presidente da Abras, João Galassi, “é natural que a fome seja um assunto relevante no fórum, porque mais da metade da população brasileira não tem acesso pleno e permanente a alimentos neste momento".

Galassi argumenta, também, que a cadeia de abastecimento presta um serviço essencial que se estende a todos os brasileiros e, por isso, estão atentos com a questão da fome agravada pela crise decorrente da pandemia de covid-19.

Fome

Mais da metade da população brasileira não tem acesso pleno e permanente a alimentos durante a pandemia do novo coronavírus.

É o que aponta o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da covid-19 no Brasil, desenvolvido pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (Rede PENSSAN).

O levantamento, feito em 2.180 domicílios nas cinco regiões do país, em áreas urbanas e rurais, entre 5 e 24 de dezembro de 2020, aponta que em 55,2% das casas os habitantes conviviam com a “insegurança alimentar”, ou seja, sem acesso permanente aos alimentos, um aumento de 54% desde 2018 (36,7%).

Em números absolutos: no período abrangido pela pesquisa, 116,8 milhões de brasileiros não tinham acesso pleno e permanente a alimentos.

Últimas