R7 Planalto Assunto está encerrado, diz Febraban após impasse

Assunto está encerrado, diz Febraban após impasse

Federação dos bancos reafirma compromisso com a democracia e que respeita posição do Banco do Brasil e da Caixa

Na imagem, prédio do Banco do Brasil

Na imagem, prédio do Banco do Brasil

Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) divulgou uma nota pública em que reafirma o compromisso com a democracia, diz que respeita a posição do Banco do Brasil e da Caixa e avalia que o assunto está encerrado.

Em nota, a federação reafirmou o apoio ao “A Praça é dos Três Poderes”, manifesto a favor da democracia e da harmonia institucional no país. O documento havia sido elaborado nas últimas semanas e teve adesão dentro de um contexto plurifederativo de entidades representativas do setor produtivo.

A coordenação do processo de coleta de assinaturas e a responsabilidade pela publicação ficou a cargo da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), mas o presidente Paulo Skaf adiou o lançamento. O documento contou com o apoio de mais de 200 entidades.

O manifesto teria desagradado a equipe do governo federal, que cogitou que a Caixa Econômica e o Banco do Brasil deixassem a entidade. A Febraban, por sua vez, disse que respeita a posição dos dois bancos, mas avalia que o assunto está encerrado.

“Diante disso, a Febraban avalia que, no seu âmbito, o assunto está encerrado e com isso não ficará mais vinculada às decisões da FIESP, que, sem consultar as demais entidades, resolveu adiar sem data a publicação do manifesto”, diz.

“A Febraban confirma seu apoio ao conteúdo do texto que aprovou, já de amplo conhecimento público, cumprindo assim o seu papel ao se juntar aos demais setores produtivos do Brasil num pedido de equilíbrio e serenidade, elementos basilares de uma democracia sólida e vigorosa”, completou.

Últimas