CPI da Covid

R7 Planalto 'Atitude insana', diz Maierovitch sobre Copa América no Brasil

'Atitude insana', diz Maierovitch sobre Copa América no Brasil

Declaração sobre torneio de futebol foi dada por ex-presidente da Anvisa em depoimento nesta sexta-feira (11) à CPI da Covid

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, ex-presidente da Anvisa Cláudio Maierovitch

Na imagem, ex-presidente da Anvisa Cláudio Maierovitch

Jefferson Rudy/Agência Senado - 11.06.2021

Em depoimento à CPI da Covid, o médico sanitarista e ex-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) Cláudio Maierovitch criticou nesta sexta-feira (11) a realização da Copa América no Brasil.

“Acredito que ninguém da área de saúde pública, ninguém em sã consciência, se colocasse a defender qualquer atividade que reúna gente numa situação cataclísmica como a que vivemos do ponto de vista da transmissão”, afirmou Maierovitch.

“É uma coisa que beira a insanidade, de um país, que é aquele que hoje ostenta o maior número de mortes diárias por uma doença, traga para si eventos que reúne pessoas, de origens diferentes, e sabendo que não é possível conter completamente a transmissão. Me parece uma atitude insana”, acrescentou.

STF

O STF (Supremo Tribunal Federal) autorizou na última quinta-feira (10) a realização da Copa América no Brasil. Em sessão, os ministros rejeitaram ações apresentadas por partidos de oposição e entidades contra o torneio esportivo no país, marcado para começar no próximo domingo (13).

A competição foi alvo de três ações junto ao STF. Em uma delas, o relator, ministro Ricardo Lewandowski, votou pela concessão parcial da cautelar para que o governo federal apresentasse, até 24 horas antes do início dos jogos, plano circunstanciado sobre as ações e estratégias para a realização segura da Copa América 2021, mas foi vencido.

Últimas