R7 Planalto Bolsonaro admite que Eduardo, seu filho, pode ser embaixador nos EUA

Bolsonaro admite que Eduardo, seu filho, pode ser embaixador nos EUA

Em entrevista concedida na sede da ABIN, o presidente da República admitiu a possibilidade de fazer com que Eduardo Bolsonaro comande a embaixada

Eduardo esteve com os presidentes Trump e Bolsonaro em Osaka

Eduardo esteve com os presidentes Trump e Bolsonaro em Osaka

Reprodução/Instagram

O presidente da República, Jair Bolsonaro admitiu, na tarde desta quinta-feira (11) que seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), pode assumir o posto de embaixador brasileiro nos Estados Unidos.

Eduardo vem fazendo viagens ao país com frequência, para aumentar as articulações com aliados do governo Trump, inclusive aparecendo com um boné para a vindoura campanha a reeleição do governante em 2020.

Era o filho, também, quem organizava a agenda do pai nas visitas ao país norte americano, marcando reuniões e definindo para onde a comitiva presidencial iria.

A cadeira na embaixada brasileira está vaga desde que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, removeu o embaixador Sérgio Amaral do posto em Washington, no dia 10 de abril deste ano. Nos bastidores, os nomes comentados eram o do diplomata Nestor Forster Filho e o do cientista político Murilo Aragão, mas o de Eduardo ser ventilado para o posto não gera espanto.