R7 Planalto Bolsonaro: alterações para policiais podem ser feitas após reforma

Bolsonaro: alterações para policiais podem ser feitas após reforma

Presidente sinalizou que uma regra de transição para policiais pode ser feita por lei complementar, após a promulgação da PEC da Previdência

Bolsonaro: alterações para policiais podem ser feitas após reforma

Bolsonaro: alterações para policiais podem ser feitas após reforma

Bolsonaro: alterações para policiais podem ser feitas após reforma

Marcos Corrêa/PR - 05.07.2019

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (9), após evento no Hospital da Criança, em Brasília, que alterações nas aposentadorias de policiais podem ser feitas após a aprovação da reforma da Previdência, por meio de lei complementar. 

 — O que eu tenho falado é quando se fala em privilégio. Todo mundo está contribuindo de uma forma ou de outra com a Previdência. Só que privilégio essa classe nunca teve, então o ajuste passa por aí.  Pelo que tudo indica, o que chegou ao meu conhecimento, é que essas classes, voltadas para a Segurança Pública, deverão sair da proposta de emenda à Constituição e compor uma lei complementar tão logo seja promulgada essa emenda à Constituição. 

No texto atual da reforma e que irá a plenário nesta semana, as categorias policiais passam a ter idade mínima de 55 anos (dez anos a menos dos homens no regime geral) e não há uma regra de transição para os que estão prestes a se aposentar. Uma regra de transição é a principal reivindicação da categoria.