R7 Planalto Bolsonaro anuncia recorde mensal de distribuição de vacinas

Bolsonaro anuncia recorde mensal de distribuição de vacinas

Fiocruz entregou, na sexta, 6,1 milhões de doses. O carregamento chega neste sábado (22) ao centro do Ministério da Saúde

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, presidente Jair Bolsonaro em evento

Na imagem, presidente Jair Bolsonaro em evento

Ueslei Marcelino/Reuters - 12.05.2021

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou neste sábado (22) que o país registrou recorde mensal de distribuição de vacinas contra a covid-19 neste mês de maio, com a previsão de mais de 30 milhões de doses distribuídas.

“Recorde mensal de distribuição de vacinas contra o covid-19. Com mais 6,1 milhões de doses que o Ministério da Saúde recebe neste sábado (22), a previsão é de mais de 30 milhões de doses distribuídas no mês de maio”, disse.

A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) entregou, nesta sexta-feira (21), 6,1 milhões de doses da AstraZeneca ao PNI (Programa Nacional de Imunizações). O carregamento chega neste sábado ao centro de distribuição do ministério, informou Bolsonaro. Em nota, a fundação contou que 374 mil seguiram para o Estado do Rio de Janeiro e o restante foi enviado para o Ministério da Saúde.

Com a nova remessa, a Fiocruz atinge a marca de 41,1 milhões de doses da AstraZeneca entregues ao PNI. Deste total, 37,1 milhões foram produzidas no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), no Rio de Janeiro, e 4 milhões foram importadas já prontas da Índia.

Bolsonaro acrescentou que os IFAs (Ingrediente Farmacêutico Ativo) chegam neste sábado no país para a produção de 12 milhões de doses da vacina AstraZeneca. “Antecipação: um dos lotes de IFA estava previsto para chegar dia 29 de maio e, portanto, já vem para a Fiocruz”, escreveu.

A Fiocruz recebe neste sábado (22) novo lote de IFA  para a produção de vacinas Oxford/AstraZeneca contra covid-19, no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos. A remessa, que chega da China às 17h50, no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, será suficiente para produzir 12 milhões de doses.

Além disso, a chegada do novo carregamento vai permitir que a fundação retome a produção da vacina na terça-feira (25), após ficar paralisada desde quinta-feria (20) por falta de insumos, o que deve impactar as entregas a partir da segunda semana de junho.

Últimas