R7 Planalto Bolsonaro compartilha foto no hospital: "Mais um desafio"

Bolsonaro compartilha foto no hospital: "Mais um desafio"

Presidente da República será transferido para São Paulo para avaliar necessidade de cirurgia para corrigir obstrução intestinal

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Imagem compartilhada por Jair Bolsonaro

Imagem compartilhada por Jair Bolsonaro

Reprodução Twitter Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) compartilhou nas redes sociais nesta quarta-feira (14) uma imagem sua no hospital e agradeceu o apoio recebido desde que foi internado. O chefe do Executivo será transferido para São Paulo para avaliar a necessidade de uma cirurgia para corrigir obstrução intestinal.

“Mais um desafio, consequência da tentativa de assassinato promovida por antigo filiado ao PSOL, braço esquerdo do PT, para impedir a vitória de milhões de brasileiros que queriam mudanças para o Brasil. Um atentado cruel não só contra mim, mas contra a nossa democracia”, afirmou Bolsonaro.

“Por Deus foi nos dada uma nova oportunidade. Uma oportunidade para enfim colocarmos o Brasil no caminho da prosperidade. E mesmo com todas as adversidades, inclusive uma pandemia que levou muito de nossos irmãos no Brasil e no mundo, continuamos seguindo por este caminho”, acrescentou.

O presidente agradeceu o apoio que tem recebido desde que foi internado, na madrugada desta quarta-feira (14) no Hospital das Forças Armadas em Brasília. “É isso que nos motiva a seguir em frente e enfrentar tudo que for preciso para tirar o país de vez das garras da corrupção, da inversão de valores, do crime organizado, e para garantir e proteger a liberdade do nosso povo.”

O chefe do Executivo será transferido para São Paulo para avaliar a necessidade de uma cirurgia para corrigir obstrução intestinal, de acordo com a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social). 

"Após exames realizados no HFA em Brasília, o Dr. Macedo, médico responsável pelas cirurgias no abdômen do Presidente da República, decorrentes do atentado a faca ocorrido em 2018, constatou uma obstrução intestinal e resolveu levá-lo para São Paulo onde fará exames complementares para definição da necessidade, ou não, de uma cirurgia de emergência", afirmou a secretaria.

O chefe do Executivo vinha se queixando de uma crise de soluços desde a semana passada. Na live da última quinta-feira (8), Bolsonaro pediu desculpas, disse que estava com os sintomas há mais de uma semana e que talvez não consiga se expressar de forma adequada.

Bolsonaro passou por algumas cirurgias em decorrência da facada da qual foi vítima, em Juiz de Fora (MG), em 2018, durante a campanha eleitoral. O cirurgião Antônio Macedo, que operou o presidente após o episódio, está em Brasília para avaliar as condições clínicas do chefe do Executivo.

Últimas